Simab e Buyin.PT assinam contrato para comércio eletrónico

EmpresasNegócios

A Simab e a startup tecnológica Buyin.PT estabeleceram um contrato de parceria para a promoção do comércio eletrónico em todos os mercados abastecedores.

A Simab e a startup tecnológica Buyin.PT, que participou nas duas últimas edições do Web Summit, estabeleceram um contrato de parceria para a promoção do comércio eletrónico (e-commerce) em todos os mercados abastecedores.

Decorrente deste acordo, os operadores em mercados da Simab vão ter acesso privilegiado às plataformas eletrónicas propriedade da Buyin.PT: MercaChefe.pt e BuyinPortugal.pt.

O MercaChefe.pt é o primeiro “e-marketplace B2B” português para o canal HoReCa e retalhista alimentar, uma plataforma eletrónica de comércio grossista, de compra e venda de produtos alimentares para profissionais, tendo iniciado já o pré-registo de fornecedores e compradores. O seu objetivo é desenvolver um modelo de mercado virtual equivalente ao dos mercados presenciais, um espaço de encontro entre compradores e vendedores e sítio onde se desenvolve a sua atividade. A sua missão é satisfazer as necessidades de aprovisionamento de produtos do canal HoReCa e retalhista alimentar, da rede de grossistas.

A BuyinPortugal.pt é o “e-marketplace B2B” de apoio às empresas exportadoras portuguesas e abriu internacionalmente a 1 de Fevereiro de 2017. A missão desta plataforma é tornar os negócios das empresas portuguesas mais fáceis em todo o mundo, apoiando-as no acesso aos mercados internacionais e durante todo o processo de exportação. Pretende ser o e-marketplace de referência para as empresas exportadoras portuguesas e tem estabelecidas várias parcerias estratégicas com empresas que vão apoiar os clientes no que respeita a seguros, serviços logísticos e de transporte, consultadoria, serviços jurídicos, serviços de tradução, entre outros.

A parceria agora firmada entre a Buyin.pt e a Simab é uma porta de entrada para as empresas operadoras, que integram os mercados abastecedores geridos pela Simab, no comércio digital, por intermédio das referidas plataformas e tem como objetivo reforçar a cooperação económica e comercial entre as empresas portuguesas, nomeadamente no incentivo ao comércio digital.