Siemens pode fechar fábrica de Sintra

EmpresasNegócios

A Siemens poderá fechar a fábrica do Sabugo, em Sintra, já no próximo ano. A unidade industrial emprega cerca de 200 pessoas e sofreu uma forte quebra das encomendas. Devido à queda de 80 por cento no volume das encomendas, o grupo alemão anunciou que poderá fechar a fábrica localizada no Sabugo. No entanto, promete

A Siemens poderá fechar a fábrica do Sabugo, em Sintra, já no próximo ano. A unidade industrial emprega cerca de 200 pessoas e sofreu uma forte quebra das encomendas.

ImagemDevido à queda de 80 por cento no volume das encomendas, o grupo alemão anunciou que poderá fechar a fábrica localizada no Sabugo. No entanto, promete que irá manter o maior número possível de postos de trabalho.

Esta fábrica poderá ser reduzida a instalações de suporte e perder o fabrico de transformadores elétricos, que fornece empresas como a Galp, REN e EDP.

Colaboradores da empresa afirmaram que, num cenário de reestruturação, o fecho da fábrica é uma possibilidade, enquanto o Sindicato das Indústrias Elétricas do Sul e Ilhas também tem recebido indicações de que o fecho pode acontecer já no próximo ano.

A empresa já está a trabalhar para arranjar a melhor solução, mantendo o maior número possível de competências de engenharia da unidade. Depois da reestruturação, a Siemens poderá manter apenas os serviços de suporte, movendo a produção de transformadores elétricos para a Alemanha e a Itália.

A unidade do Sabugo foi fundada em 1959. A Siemens Portugal fechou 2012 com vendas de 340,9 milhões de euros e lucros de 6,6 milhões.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor