Sheryl Sandberg doa 290 mil ações do Facebook a instituições de solidariedade

e-MarketingRedes Sociais

A diretora de operações do Facebook, Sheryl Sandberg, fez uma doação de 290 mil ações da rede social a várias instituições de solidariedade social, segundo uma comunicação feita ao regulador do mercado financeiro, SEC.

O valor das ações ronda os 30 milhões de dólares, ou 28 milhões de euros, com cada título do Facebook a cotar hoje entre os 94 e 96 dólares no Nasdaq. A transferência foi feita para o Sheryl Sandberg Philanthrophy Fund, um fundo que irá direcionar as ações às instituições escolhidas pela número dois da rede social.

A medida é benéfica para estes grupos, mas também para Sandberg, que irá ter benefícios fiscais – quem doa através de um fundo como o SSPF não tem de pagar impostos sobre os ganhos dessas ações e recebe deduções.

De acordo com o site re/code, que cita fontes próximas de Sandberg, a maioria das ações irá para grupos de apoio à igualdade para mulheres e para a organização sem fins lucrativos Lean In, que foi fundada pela executiva para o avanço da mulher no ambiente corporativo. Grupos dedicados à educação e instituições que combatem a pobreza também serão contemplados, sendo que Sandberg está envolvida em iniciativas do tipo “Banco Alimentar” para crianças na Califórnia.

Tal como outros milionários, a executiva assinou o compromisso The Giving Pledge em 2014, que prevê a doação de boa parte da sua fortuna a iniciativas de filantropia. As assinaturas do CEO Mark Zuckerberg e da sua mulher, Priscilla Chan, também constam deste compromisso. O casal protagonizou, aliás, uma doação controversa que deu origem a um esquema fraudulento na rede social – Zuckerberg e Chan anunciaram que iriam doar 99% das suas ações ao longo da vida e instituíram a empresa Chan Zuckerberg Initiative para fazer a alocação do total de 45 mil milhões de dólares. Os críticos questionaram este processo, em vez de um fundo ou doação direta.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor