Setor bancário impulsiona crescimento da Quidgest

EmpresasFornecedores de SoftwareNegóciosProjetos

A sucursal portuguesa da ING Belgium é a mais recente instituição financeira a adotar a solução bancária de reportes regulatórios (COREP e FINREEP) da Quidgest. Este novo projeto tecnológico vem reforçar o crescimento da empresa no setor bancário, no primeiro semestre do ano, cujos valores ultrapassam os 50% relativamente ao semestre anterior. 

A Quidgest encontra-se em fase de implementação de um software de reportes regulatórios na ING Belgium SA/NV – Sucursal em Portugal, uma instituição bancária com sede na Bélgica, pertencente ao Grupo ING N.V. A ING Belgium está presente em mais de 40 países na Europa, América do Norte, América Latina, Ásia e Austrália.

A empresa portuguesa revelou em comunicado que no fecho deste primeiro semestre de 2015, os números são bastante positivos no que diz respeito a este setor, tendo a empresa registado um crescimento superior a 50% na faturação, relativamente ao semestre anterior, no desenvolvimento de soluções bancárias em instituições financeiras nacionais e internacionais.

Para João Teles, Business Manager Banking Solutions da Quidgest, “a implementação da solução de reportes regulatórios na ING Belgium vem reforçar todo o empenho e trabalho desenvolvido em instituições como o Banco do Brasil, a Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo (CEMAH) ou a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo da Chamusca.”

No âmbito do Acordo de Basileia III e à semelhança de outras instituições bancárias, a ING Belgium procurou implementar uma solução que a apoiasse no desenvolvimento e envio de reportes regulatórios às entidades reguladoras do setor. “O sistema desenvolvido pela Quidgest rapidamente colmatou essa necessidade ao criar condições para a célere consulta e geração da informação a reportar, ao possibilitar a migração dos dados do cliente para a estrutura do software que, de forma automática, dá resposta ao reporte”.

Com a uniformização da regulamentação surgiu também a necessidade de se implementar relatórios com requisitos e definições uniformes que irão abranger o reporte de informação de natureza prudencial (COREP), o reporte de informação financeira e contabilística (FINREP), bem como a informação de liquidez e a informação referente ao rácio de alavancagem.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor