Sete dicas para proteger a sua conta do Instagram

AppsMobilidade

O Instagram, rede social de fotos e vídeos de propriedade do Facebook, tem apenas cinco anos de existência e mais de 400 milhões de utilizadores ativos por mês. Em média, são compartilhadas diariamente 80 milhões de fotos, que geram mais de 3.500 milhões de ‘gostos’. A sua utilização simples e a possibilidade de se expressar por meio imagens ou vídeos levaram milhões de pessoas de todo o mundo a criar uma conta na rede social. Mas alguém já parou para avaliar quais as informações que estão a ser compartilhadas?

É importante que o utilizador tenha consciência de que o seu conteúdo estará exposto a milhões de curiosos e que pessoas desconhecidas poderão aceder ao seu perfil.

A grande popularidade do Instagram fez com que os especialistas da Kaspersky Lab refletissem sobre como a rede é utilizada e a quantidade e tipo de conteúdo que é compartilhado.

Ao criar a conta, a maioria dos utilizadores seleciona as opções e aceita termos e condições sem lê-los, ignorando as configurações de privacidade das fotos que serão compartilhadas. Por este motivo, a Kaspersky Lab desenvolveu sete dicas para aproveitar melhor a rede social e compartilhar o conteúdo com segurança. Confira a seguir:

1. Palavra-passe: é fundamental definir uma palavra-passe forte logo no momento que criamos a conta. Escolha uma palavra-passe única, que inclua letras, números e símbolos. Isso evita que cibercriminosos a descubram facilmente. Tenha em mente que, quando um hacker descobre ou rouba uma palavra-passe, este testará a sequência nos principais serviços online – por isso a importância dela ser singular.

2. Privacidade: esta dica depende de quanto o utilizador deseja expor as suas informações na rede social. Para aqueles que desejam preservar a sua privacidade e compartilhar o conteúdo somente com pessoas conhecidas, vá a “Opções” e selecione “Conta privada” para evitar que estranhos possam bisbilhotar as suas imagens. Ativar essa função é algo especialmente importante, por exemplo, para pais que gostam de compartilhar fotos dos seus filhos com amigos e familiares. A opção pública é recomendada somente quando necessário ou se o utilizador representa uma empresa ou instituição.

3. Saiba o que compartilhar: da mesma forma que em outras redes sociais, existem provedores e ferramentas que são inseridas na API do Instagram para facilitar, por exemplo, o compartilhamento de imagens ou a participação em concursos. Pare por um momento e pergunte-se se essas aplicações realmente precisam de ter acesso às suas informações pessoais. Se não souber a resposta, entre nas configurações do Instagram e verifique com que aplicações a sessão foi iniciada, pois podem tornar a sua conta mais vulnerável.

4. Cuidado com os robôs: se é do sexo masculino, mesmo com uma conta privada, talvez receba solicitações de mulheres muito bonitas à procura de um namorado ou que tenham muito dinheiro. Esses perfis são chamados de fembots, ou mulheres-robôs. Não são pessoas reais; portanto, não mande mensagens, nem clique nos links que “elas” enviarem.

5. Invasão de contas: este é um tema muito popular, com mais de 1,3 milhões de resultados no Google. Caso a sua conta seja comprometida, tente acedê-la para alterar a palavra-passe e as suas configurações. Se não for possível, visite a “Central de ajuda” para redefinir a palavra-passe e denunciar contas de spam, entre outras coisas.

6. Configure a aprovação para marcar o seu perfil nas fotos: quando alguém o marca numa foto do Instagram, essa pessoa aparece automaticamente no seu perfil. Para alterar isso, aceda às configurações, clique em “Opções” e selecione “Adicionar manualmente”. Assim, será notificado quando alguém o marcar e poderá controlar as fotos que aparecem no seu perfil.

7. Exclua as fotos do seu mapa de fotos: todas as fotos que compartilha no Instagram são marcadas com o local em que estava no momento da publicação. Essa informação é tão precisa que pode incluir até mesmo o nome da rua e revelar o endereço da sua residência, trabalho e locais que o utilizador frequenta. Para excluir as informações de localização das fotos, aceda ao seu perfil e clique no ícone de localização. Será exibido um mapa que mostra as fotos agrupadas por local. É preciso selecionar cada foto ou grupo de imagens para excluir a localização. Quando selecionados, o Instagram solicitará a sua confirmação e apagará definitivamente os dados de geolocalização das imagens.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor