Luso-britânica Seedrs abre escritório em Amsterdão

Negócios

A plataforma europeia de equity crowdfunding Seedrs, uma start up luso-britânica, anunciou a expansão da sua atividade na região do Benelux (Bélgica, Holanda e Luxemburgo), através da abertura de um escritório em Amsterdão.

Lisboa, Londres e Nova Iorque já eram “destino” da Seedrs que passa agora a estar igualmente presente na capital holandesa, com escritórios que serão responsáveis por criar e fomentar relações entre as start ups da região do Benelux e o ecossistema de investimentos em estágios iniciais, e por captarem novos negócios que possam recorrer ao financiamento na plataforma.

A empresa, que acolhe investidores e empreendedores de toda a Europa, conta com um escritório em Lisboa para o desenvolvimento de software. Mas, com a entrada em Amsterdão, a plataforma passa a contar, pela primeira vez, com uma equipa comercial fora do território britânico, explicam em comunicado de imprensa.

“A presença em Amsterdão representa o início da expansão da Seedrs na Europa, estando prevista a abertura de mais escritórios num futuro próximo”.

A entrada em Amsterdão acontece poucos dias depois da entidade supervisora britânica, a Financial Conduct Authority, ter concedido uma autorização que permite à Seedrs operar em qualquer país da União Europeia. 

Carlos Silva, co-fundador e presidente da Seedrs, salienta que “sempre ambicionámos ter uma cobertura pan-europeia e a expansão para a Holanda é um passo importante para a nossa presença em toda a região e ecosistema do Benelux. Queremos que a Seedrs seja um player global do financiamento de start ups e no crescimento de empresas em toda a Europa”.

Segundo dados fornecidos pela própria empresa, a plataforma já ultrapassou os 100 milhões de libras investidas em empresas em fase de arranque. Até ao final de 2015 contou com mais de 340 negócios na sua plataforma, provenientes de 24 países, e para os quais foram angariados investimentos de cerca de 94 milhões de dólares. Para este volume de negócio contribuíram investidores de 75 países que realizaram mais de 38 mil investimentos.

 

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor