SecuTABLET da BlackBerry une tecnologia Samsung e IBM

Business IntelligenceData-StorageMobilidade

A pensar nas atuais dificuldades das empresas e entidades governamentais em separar as comunicações pessoais das profissionais, a BlackBerry apresentou um tablet cujo principal intuito é assegurar a segurança dos utilizadores e a privacidade de todos os ficheiros. O SecuTABLET combina tecnologia e componentes da Samsung e da IBM. Ainda este ano, deverá ser possível

A pensar nas atuais dificuldades das empresas e entidades governamentais em separar as comunicações pessoais das profissionais, a BlackBerry apresentou um tablet cujo principal intuito é assegurar a segurança dos utilizadores e a privacidade de todos os ficheiros. O SecuTABLET combina tecnologia e componentes da Samsung e da IBM.

An illustrative photo shows Blackberry smartphone

Ainda este ano, deverá ser possível adquirir um SecuTABLET, o tablet da BlackBerry que promete o maior nível de segurança e proteção possível para todos os que encontrem nas eventuais falhas de privacidade uma preocupação. Os principais alvos são as empresas e membros do Governo que, devido às suas atividades profissionais, necessitem de uma forma segura para tratar os diferentes dados, informações e documentos a que têm acesso.

Na apresentação do SecuTABLET, na CeBIT, em Hannover, na Alemanha, a BlackBerry explicou que este é o tablet ideal para separar as comunicações pessoais das profissionais para que estes dois mundos não se cruzem. Isto porque, cada vez mais, é utilizado um único equipamento para abordar questões tanto do âmbito privado como do universo empresarial, colocando em perigo possíveis informações confidenciais relativamente, por exemplo, a problemas governamentais.

Para construir este tablet, a BlackBerry uniu-se à Samsung e IBM através da sua divisão dedicada a tecnologia de segurança, a Secusmart. Esta unidade da BlackBerry é conhecida por ter desenvolvido o Security Card, o principal motor de todos os equipamentos seguros desenvolvidos pela marca e que chega, agora, também ao SecuTABLET.

A parceria com a IBM, firmada em julho do último ano, resulta na integração de software da empresa norte-americana para que os clientes corporativos possam ter acesso a todas as ferramentas essenciais às suas operações, nomeadamente uma solução que permite o armazenamento de dados considerados sensíveis numa estrutura virtual para que não possa ser alvo de malware. No que diz respeito ao hardware, o SecuTABLET foi criado a partir do Galaxy Tab S 10.5 da Samsung.

A encriptação de dados e comunicações tem sido uma das apostas da BlackBerry que viu as suas receitas descerem, recentemente, graças ao crescimento de marcas como a Apple ou Xiaomi que têm, por exemplo, um catálogo mais vasto de aplicações para oferecer aos utilizadores. O desenvolvimento de um tablet altamente seguro vai ao encontro desta visão da empresa canadiana em aproveitar um nicho de mercado cada vez mais apetecível.

A distribuição do SecuTABLET deverá ficar a cargo da IBM e o preço anunciado ronda os dois mil euros.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor