Sears investiga provável ataque informático

Segurança

A retalhista multinacional norte-americana declarou que está a proceder a uma investigação para averiguar de foi, de facto, vítima de uma quebra na segurança. Esta análise informática ocorre depois de, no final do ano passado, a Target ter sido alvo de um ataque cibernético se precedentes. O porta-voz da Sears, Howard Riefs, disse na sexta-feira

A retalhista multinacional norte-americana declarou que está a proceder a uma investigação para averiguar de foi, de facto, vítima de uma quebra na segurança. Esta análise informática ocorre depois de, no final do ano passado, a Target ter sido alvo de um ataque cibernético se precedentes.

sears holdings

O porta-voz da Sears, Howard Riefs, disse na sexta-feira que, no seguimento de múltiplos incidentes de segurança por toda a indústria retalhista, a Sears está a proceder a um exame minucioso do seu sistema informático para verificar se foi, ou não, vítima de um ciberataque.

Contudo, Riefs acrescenta que até agora não foi encontrado nenhum indício que ateste que os protocolos da Sears foram violados.

A Sears Holdings Corp gere cerca de 2500 lojas de retalho nos Estado Unidos e no Canadá.

A Bloomberg News comunicou na sexta-feira que os Serviços Secretos norte-americanos estavam a investigar uma possível quebra na segurança da Sears, reportando-se a informação de fontes próximas do assunto, mas não identificadas.

Um porta-voz dos SS dos Estado Unidos recusou-se a confirmar ou a desmentir o envolvimento da entidade governamental na investigação da hipotética violação dos protocolos de segurança da Sears.

No entanto, os Serviços Secretos estão a chefiar a investigação governamental ao ataque à Target no ano passado, que a empresa diz ter resultado no furto de cerca de 40 milhões de números de cartões de pagamento, bem como de outros 70 milhões dados pessoais.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor