Saúde é um dos setores mais vulneráveis aos ataques de ransomware

CyberwarSegurança
0 0 Sem Comentários

O PandaLabs, o laboratório anti-malware da Panda Security, publicou recentemente um relatório sobre a “Pandemia Cibernética”, o qual aborda o impacto que o roubo de informação e os ataques de ransomware têm no setor da saúde.

O setor da saúde lida com informação extremamente sensível e valiosa e como tal tem sido um dos mais afetados por ataques de cibercriminosos. Nos últimos 5 anos, o número de ataques a hospitais, farmácias e seguradoras de saúde aumentou 125% e, de acordo com a IBM, esta indústria foi a mais atingida em 2015.

Os ataques cibernéticos, como o sofrido pelo Hollywood Presbyterian Medical Center, o Hospital Metodista de Henderson e pela seguradora Anthem nos Estados Unidos da América, originaram graves prejuízos económicos com encerramento de alguns serviços e a perda registos, contendo números de segurança social e outra informação sensível. No caso da Anthem foram atingidos cerca de 80 milhões de clientes.

Se considerarmos que todos os equipamentos médicos estão ligados à rede (dispensadores, pacemakers, máquinas de ressonância magnética e de raios x, bombas de perfusão, computadores das equipas médicas, etc), podemos imaginar como é fácil aceder à rede da organização e ter acesso à informação dos pacientes. O estudo revela que, actualmente existem, em todo o mundo, mais de 400 000 dispositivos vulneráveis a ataques.

É importante referir que o pagamento do resgate não garante que a informação seja recuperada. É preferível evitar esses ataques.

Eis algumas recomendações do PandaLabs:

– confie numa solução de cibersegurança com funcionalidades avançadas de protecção e que seja capaz de detectar e corrigir possíveis ameaças.

– há algo em comum em todos os sistemas que foram alvo de ataques: a falta de controlo. O que teria ajudado na sua prevenção é uma solução de cibersegurança capaz de abranger todos os processos activos em todos os dispositivos ligados à rede.

– reveja as politicas de pessoal e controlo de sistemas de modo a ajustar os requisitos de privacidade e adaptá-los à tecnologia existente.

– mantenha os sistemas operativos e os dispositivos da empresa actualizados.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor