Saphety expande-se para o Egipto com parceria com a GS1

Negócios

A Saphety acaba de entrar no mercado egípcio através de uma parceria estabelecida com a GS1 Egipto. Paralelamente à disponibilização da solução SyncAgregator neste novo setor, a empresa portuguesa reforça, assim, a sua estratégia de crescimento internacional e alcança o portfólio de mais de quatro mil parceiros da unidade egípcia da GS1. Com a validade

A Saphety acaba de entrar no mercado egípcio através de uma parceria estabelecida com a GS1 Egipto. Paralelamente à disponibilização da solução SyncAgregator neste novo setor, a empresa portuguesa reforça, assim, a sua estratégia de crescimento internacional e alcança o portfólio de mais de quatro mil parceiros da unidade egípcia da GS1.

expansão

Com a validade de quatro anos, este negócio entre a Saphety e a GS1 Egipto, uma divisão da organização que se dedica à implementação e padronização de soluções, vai abrir as portas de um novo mercado à tecnológica portuguesa, que, por seu lado, vai procurar explorar oportunidades de negócio para alimentar a sua ambição internacional.

A SyncAgregator foi desenhada para ajudar as empresas a melhor gerirem as suas estratégias omnicanal e, diz a Saphety, está em conformidade com os padrões estipulados pela GS1.

O diretor executivo da GS1 Egipto, Ahmed Elkalla, afirmou que esta aliança vai permitir à empresa egípcia ampliar a sua carteira de parceiros. “valor. Esta nova solução de sincronização e agregação de dados B2C permitir-nos-á, em conjunto, proteger a autenticação da informação sobre produtos, disponibilizar a mesma pelos diversos canais omni e consequentemente melhorar a experiência do consumidor”, explicou o CEO, sublinhando a importância da parceria com a Saphety.

Já Nuno Fernandes, que coordena o desenvolvimento dos negócios internacionais da empresa portuguesa, referiu que este passo alinha-se com o plano da Saphety para aliar-se a cada vez mais unidades da GS1, espalhadas pelos quatro cantos do mundo. Ademais, este acordo vai permitir que a Saphety tenha acesso à rede de parceiros da GS1.

A Saphety ainda não tem previsões para este mercado, mas fontes oficiais da empresa disseram à B!T que “o objetivo é que a entrada neste mercado seja uma rampa para outros na zona do Norte de África e Médio Oriente”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor