Saphety apresenta solução de Electronic Bill Presentment para telecoms

OperadoresRedes

A Saphety apresentou a sua solução de Electronic Bill Presentment (EBP) para o setor das telecomunicações durante o evento anual da WeDo Technologies, realizado este mês em Lisboa, que reuniu especialistas de algumas das principais operadoras do mundo.

A empresa do Grupo Sonae, especializada em trocas eletrónicas de documentos e sincronização de dados entre empresas, refere que adoção desta ferramenta permite a melhoria do fluxo de informação entre a operadora e os seus clientes B2B

“A nossa solução de Electronic Bill Presentment oferece às operadoras de telecomunicações uma ferramenta qualificada para o segmento B2B. Além da apresentação dos documentos de faturação, a solução disponibiliza aos seus clientes a capacidade de configurar dimensões internas de análise de custos, como por exemplo centros de custo, utilizadores, regiões e departamentos. Através da conjugação com os dados de faturação, a solução permite gerar informações com valor acrescido para o negócio, podendo ser apresentadas sob a forma de extratos, relatórios e alimentar sistemas de BI e analytics”, explicou, em comunicado, o CEO da Saphety, Rui Fontoura.

Além do mais, a solução contribui ativamente para o aumento dos níveis de fidelização e retenção dos clientes, fator de extrema importância em qualquer área de negócio e, também, nas telecomunicações.

“A solução de EBP da Saphety potencia a redução dos custos e o tempo associado ao ciclo de vida da faturação, podendo ser implementada sem necessidade de alterar os processos de faturação atualmente utilizados na operadora”, acrescentou o executivo.

De acordo com Gaspar Carreira Junior,  Diretor de Serviços Financeiros da Oi, a adoção da solução da Saphety conduziu à disponibilização de novos serviços de valor agregado na emissão e apresentação de faturas ao segmento, sem a necessidade de alterar o processo de billing que já havia sido implementado pela operadora. “Esta solução também potencializou a redução de custos e contribuiu com a política de sustentabilidade da Oi”, avaliou o responsável.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor