SAP vai despedir mais de dois mil funcionários

EmpregoFornecedores de SoftwareGestãoNegóciosProjetos

Uma reestruturação da SAP irá resultar no despedimento de mais de dois mil funcionários mas também na criação do mesmo número de empregos noutras áreas da empresa. Cloud e vendas online são algumas das apostas da SAP. As mudanças do mercado a nível digital estão a obrigar as empresas a redirecionarem as suas forças, nomeadamente

Uma reestruturação da SAP irá resultar no despedimento de mais de dois mil funcionários mas também na criação do mesmo número de empregos noutras áreas da empresa. Cloud e vendas online são algumas das apostas da SAP.

sap-building-germany

As mudanças do mercado a nível digital estão a obrigar as empresas a redirecionarem as suas forças, nomeadamente o quadro de trabalhadores, para outras áreas que garantam o futuro da empresa. É nesse sentido que a empresa de software SAP anunciou tanto o despedimento de 2250 trabalhadores como a expansão de outros setores com a contratação de novos profissionais.

A transição de mais de dois mil postos de trabalho de uma área da empresa para outra justifica-se, de acordo com Stefan Ries, diretor de recursos humanos da SAP, com a mudança das circunstâncias do mercado. Em declarações avançadas pela Bloomberg, Ries explica que “não é sobre redução de custos mas sim sobre estar em forma para o futuro”.

Para que os profissionais que perdem, agora, os seus empregos não sejam abandonados por completo pela empresa, a SAP oferece a possibilidade de reforma antecipada ou a disponibilização de um pacote de pagamentos e benefícios para quem opte sair voluntariamente.

Esta reestruturação representa, então, um despedimento de cerca de três por cento da força laboral e, simultaneamente, a criação do mesmo número de empregos nas áreas tecnológicas mais carenciadas como é o caso da cloud, comércio online e bases de dados.

O objetivo passa por garantir aos clientes que as soluções de software SAP estão preparadas para responder aos novos desafios e, para isso, está também a proceder a uma extensiva revisão da sua linha de produtos.

O diretor de recursos humanos da SAP garantiu ainda que este tipo de decisão não é novidade já que a empresa despediu aproximadamente o mesmo número de profissionais no último ano procedendo, depois, também à criação de novos postos de trabalho.

Após o anúncio dos despedimentos, as ações da empresa caíram 0,2 por cento para 63,46 euros.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor