SAP reforça apoio às startups portuguesas

EmpresasNegóciosStartup

A SAP apresenta hoje e amanhã, durante a Lisbon Investment Summit, a sua estratégia Open Innovation Ecosystem. A tecnológica vai estabelecer ligações com cerca de 20 startups portuguesas, pré-selecionadas, para avaliar a sua adesão ao programa acelerador SAP Startup Focus.

A SAP marca presença no Lisbon Investment Summit, conferência organizada pela Beta-i,  no Pavilhão Carlos Lopes para avaliar a possibilidade de participação das startups portuguesas no programa SAP Startup Focus, que conta com mais 5600 adesões a nível mundial.

As startups podem inscrever-se para fazer parte do acelerador mundial da SAP, através do website do programa. Se a candidatura for aceite, receberão licenças gratuitas de SAP HANA e de SAP Cloud Platform para desenvolvimento e teste, com o objetivo de transformarem as respetivas ideias em soluções prontas a serem comercializadas no mercado. 

Após o desenvolvimento, as startups podem receber apoio ao nível de marketing, estratégia de mercado ou oportunidades de financiamento, tanto dentro da SAP, como também dentro da rede de investidores, nomeadamente a SAPPHIRE Ventures ou o fundo SAP.iO.

A iniciativa quer incentivar as startups portuguesas, focadas no desenvolvimento de aplicações que respondem aos desafios da economia digital, a candidatarem-se a fazer parte do programa de empreendedorismos da SAP.

“O programa SAP Startup Focus, como acelerador global da SAP, tem manifestado um enorme crescimento desde a sua introdução em 2012. Só nos últimos 12 meses entraram no programa 2.200 startups a nível global. Este programa possibilitou que mais de 260 soluções desenvolvidas por startups em SAP HANA estejam atualmente disponíveis no mercado”, refere Maria Luísa Silva, Diretora do SAP Startup Focus Program.

“A SAP construiu este programa para ajudar as startups a criarem soluções inovadoras, tirando partido das características ímpares da plataforma SAP HANA e também para terem a oportunidade de ganhar, mais facilmente, tração no mercado das soluções inteligentes de Big Data, análise preditiva e em tempo real”, acrescenta a executiva.

Durante o evento, a SAP vai, também, ter oportunidade de falar do seu recente fundo SAP.iO, com um investimento inicial de 35 milhões de dólares, destinado a startups de software em início de desenvolvimento, mas que possam expandir o ecossistema SAP.

Maria Luísa Silva será, ainda, um dos oradores do painel  “SAP Open Innovation Ecosystems”, que decorrerá amanhã, 7 de junho, pelas 10:45. Os outros intervenientes serão Denis Maia, CEO da startup Choice Technologies, que falará do caso de sucesso da empresa no mercado das utilities da América Latina e na Europa, e Ana Tomasek, conselheira estratégica, responsável pela política de desenvolvimento e inovação estratégica da EUREKA, uma plataforma europeia que apoia a Investigação & Desenvolvimento internacional, com sede em Bruxelas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor