Samsung volta a investir em “casas inteligentes”

Negócios

A Samsung Electronics comprou a distribuidora norte-americana de aparelhos de ar-condicionado Quietside como parte de seu impulso para fortalecer seu negócio de “casas inteligentes”, avançou a agência Reuters. Esta é a segunda aquisição do tipo feita pela empresa sul-coreana em uma semana, após anunciar na passada sexta-feira a compra da SmartThings, uma desenvolvedora de plataformas sediada

A Samsung Electronics comprou a distribuidora norte-americana de aparelhos de ar-condicionado Quietside como parte de seu impulso para fortalecer seu negócio de “casas inteligentes”, avançou a agência Reuters.

Samsung-Electronics-Shop

Esta é a segunda aquisição do tipo feita pela empresa sul-coreana em uma semana, após anunciar na passada sexta-feira a compra da SmartThings, uma desenvolvedora de plataformas sediada nos Estados Unidos que cria aplicações permitindo que os utilizadores monitorizem, controlem e automatizem aparelhos em casa.

As chamadas “casas inteligentes” permitem que os utilizadores controlem diversos eletrodomésticos a partir de um dispositivo móvel e são uma área de foco cada vez maior de empresas de tecnologia como a Samsung, maior fabricante de smartphones do mundo.

Um porta-voz da Samsung disse que a companhia sul-coreana adquiriu 100 por cento da Quietside, mas não quis revelar os detalhes do negócio.

“Por produtos de ar-condicionado serem uma necessidade em todas as construções, incluindo moradias e escritórios, essa aquisição deve ser útil ao nosso futuro negócio de casas inteligentes”, disse a Samsung Electronics em comunicado.

A Samsung quer tornar-se a maior fabricante de eletrodomésticos do mundo até 2015, à frente da Whirlpool. A Quietside, com cerca de 500 lojas nos Estados Unidos, vende aparelhos de ar-condicionado para moradias e escritórios.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor