Salários dos funcionários da Samsung podem não aumentar em 2015 [atualizado]

Negócios

Os salários dos empregados da Samsung na Coreia do Sul podem não aumentar em 2015. A fabricante de smartphones tem sofrido grandemente às mãos de rivais cada vez mais fortes e com esta medida, que não aplicava há seis anos, vai procurar reduzir despesas e conservar alguns dos escassos lucros nos seus cofres. Apesar de ser

Os salários dos empregados da Samsung na Coreia do Sul podem não aumentar em 2015. A fabricante de smartphones tem sofrido grandemente às mãos de rivais cada vez mais fortes e com esta medida, que não aplicava há seis anos, vai procurar reduzir despesas e conservar alguns dos escassos lucros nos seus cofres.

samsung

Apesar de ser um dos grandes nomes da indústria tecnológica, a criadora da família de smartphones Galaxy, segundo a Reuters, poderá, este ano, não aplicar aumentos aos ordenados dos seus funcionários. A Samsung não aplicava uma medida desta estirpe desde 2009, mas visto que em janeiro comunicara a primeira queda dos lucros anuais desde 2011, esta revelação não é muito surpreendente, embora para alguns, nomeadamente para os lesados, possa parecer bastante incómoda.

A tecnológica sul-coreana tem lutado, em vão, contra o crescente poder da Apple na Ásia e contra os smartphones de baixo custo da sua arqui-inimiga chinesa Xiaomi. A Samsung tem, naturalmente, tentado reanimar as suas vendas, pelo que em março deverá acrescentar um ramo à árvore genealógica dos Galaxy.

Citado pela Reuters, um porta-voz da gigante tecnológica disse que a Samsung já se decidira a, este ano, não aumentar os salários aos seus executivos. Cortar nas despesas e reter algum lucro são as razões que a empresa avança para justificar a sua jogada.

Não será descabido pensar que uma decisão destas suscitará sentimentos de animosidade entre os funcionários, que até agora têm usufruído de aumentos regulares nos seus ordenados.

O diretor da divisão de relações com investidores, Robert Yi, segundo a agência noticiosa, terá, nos primeiros dias de fevereiro, alvitrado que a Samsung poderia cortar nos ordenados em 2015. Consta que isto foi dito depois de o executivo ter engordado a sua própria compensação em 40 por cento.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor