Samsung lança a segunda versão da solução Knox

MobilidadeNegócios

A segunda versão do Knox, ferramenta que permite que o BYOD seja seguro para terminais Samsung, chega com mais características de segurança incorporadas. A Samsung anunciou o KNOX 2.0, a solução de segurança móvel que oferece segurança aos profissionais para que possam utilizar os seus dispositivos móveis, tanto pessoais como profissionais, um prática conhecida como

cintillo-mwc2014

A segunda versão do Knox, ferramenta que permite que o BYOD seja seguro para terminais Samsung, chega com mais características de segurança incorporadas.

samsung knox

A Samsung anunciou o KNOX 2.0, a solução de segurança móvel que oferece segurança aos profissionais para que possam utilizar os seus dispositivos móveis, tanto pessoais como profissionais, um prática conhecida como BYOD (Bring Your Own Device) e que se supõe ser um grande desafio para as organizações hoje em dia.

No ano passado, a empresa fabricante da Coreia do Sul, apresentou o Knox como uma plataforma de segurança que resolve as principais preocupações dos clientes relativamente à mobilidade empresarial: segurança e capacidade de administração, já que é capaz de oferecer a possibilidade de separar perfeitamente o trabalho e o lazer. Desde o lançamento desta solução em outubro, venderam-se cerca de 25 milhões de terminais compatíveis com Knox e, além disso, um milhão de utilizadores já a ativaram.

A Knox 2.0 também é uma das novidades trazidas ao Galaxy S5, que se alia às qualidades de segurança do terminal, conta com a capacidade de autenticação biométrica, e que requer tanto uma senha como a verificação das impressões digitais para ser desbloqueado. As novas características da Knox incluem, ainda, um armazém de chaves para serem geradas e a gestão de palavras-chave dentro do ambiente TrustZone, deste modo efetuando-se uma monitorização em tempo real para evitar modificações não autorizadas ao núcleo do código, dados de núcleos críticos e participações do sistema.

Sem esquecer que, em dezembro, a plataforma registou uma falha na segurança, como publicado no ChannelBiz. Uma equipa de investigadores israelitas anunciou que havia detetado uma vulnerabilidade no Samsung Galaxy S4 que permitiria que os hackers pudessem facilmente intercetar dados seguros, o que põe em causa a credibilidade da ferramenta Knox que os seus fabricantes tanto asseguram.

Além disso, com esta segunda versão da Knox, a Samsung quer, ainda, torná-la mais flexível tanto para TI como para utilizadores finais, a partir de novos serviços de gestão de dispositivos móveis baseados em cloud, assim como a inclusão da Knox no mercado e a compra de aplicações da empresa. Knox 2.0 também disponibiliza uma rede de pontos de acesso de dupla função (APN) que pode carregar o tráfego de dados de aplicações de negócios, como publica a cnet.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor