Samsung e LG põem fim a disputa legal

EmpresasNegócios

A guerra entre as duas empresas sul-coreanas tomou proporções exageradas que levaram, inclusivamente, a situações de paródia entre os consumidores. Para resolver a questão, a Samsung e a LG decidiram anunciar tréguas. Jo Seong-jin, executivo da LG, surgiu, no último mês, em fotografias e vídeos que pareciam fazer crer que o mesmo danificava intencionalmente equipamentos

A guerra entre as duas empresas sul-coreanas tomou proporções exageradas que levaram, inclusivamente, a situações de paródia entre os consumidores. Para resolver a questão, a Samsung e a LG decidiram anunciar tréguas.

law

Jo Seong-jin, executivo da LG, surgiu, no último mês, em fotografias e vídeos que pareciam fazer crer que o mesmo danificava intencionalmente equipamentos da Samsung e essas imagens levaram a um processo em tribunal. Agora, esse, entre outros problemas legais entre as duas empresas, são deixados para trás com a LG e a Samsung a colocar um ponto final na disputa entre ambas.

Em comunicado conjunto, as duas empresas sul-coreanas admitem retirar todas as queixas relativamente a cada uma e encerrar o ciclo de conflitos. Pedem também que as autoridades revejam os casos que ainda têm em mãos e que moderem as consequências dado que tanto a LG como a Samsung já não estão interessadas em qualquer tipo de condenação.

O plano para a resolução de problemas futuros passa pelo diálogo e por decisões tomadas em mútuo acordo. No entanto, relativamente, por exemplo, às acusações de Jo Seong-jin, o tribunal poderá ainda emitir o seu parecer favorável ou não, apesar dos pedidos.

Em causa estão, adicionalmente, alegados roubos de tecnologia bem como roubos de planos de negócio descritos como confidenciais. A Samsung afirmou que, em 2009, a LG terá tido acesso a informações confidenciais que lhe deram vantagem relativamente à sua concorrente tornando-a a escolhida para levar a cabo um projeto público.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor