Samsung adquire HARMAN por 8 mil milhões de dólares

EmpresasInovaçãoNegócios
0 0 Sem Comentários

A Samsung Electronics e a Harman International Industries anunciaram, ontem, acordo para a aquisição da HARMAN por valor total de cerca de 8 mil milhões de dólares, ou seja, 112 dólares por ação.

Com esta compra, a maior aquisição no exterior alguma vez feita pela empresa sul-coreana, a Samsung pretende aumentar a sua capacidade em relação ao mercado de tecnologias conectadas, nomeadamente nos carros conectados, em que a HARMAN é líder.

A empresa norte-americana trabalha com os principais fabricantes de automóveis como a BMW, Toyota ou Volkswagen e equipa cerca de 30 milhões de automóveis com os seus sistemas de veículos conectados e áudio. A HARMAN reportou 7 mil milhões em vendas durante os 12 meses que terminaram no dia 30 de setembro de 2016.

A Samsung teve recentemente um revés com a situação do Galaxy Note 7 e esta aquisição demonstra como a empresa pretende ultrapassar a situação, através da procura de novas áreas de crescimento. Segundo a gigante sul coreana, a combinação das marcas e das suas competências vai garantir o reforço dos benefícios dos consumidores e melhorar a experiência de utilização em todo o portefólio de produtos e sistemas da Samsung.

“HARMAN completa perfeitamente a Samsung em termos de tecnologia, produtos e soluções. A junção de forças é uma extensão natural da estratégia, que temos há já algum tempo, para o mercado automóvel” disse, em comunicado, Oh-Hyun Kwon, Vice Chairman e CEO da Samsung Electronics.

“Nós vemos oportunidades de crescimento substancial e a longo-prazo no mercado da tecnologia automóvel para os componentes da Samsung. Trabalhando em conjunto, estamos confiantes que a HARMAN pode tornar-se um novo tipo de fornecedor de Tier 1 para OEM´s entregando soluções end-to—end no ecosistema conectado” afirmou por seu turno Young Sohn, Presidente e CSO da Samsung.

A Harman conta com cerca de 30 mil funcionários, vai operar como uma subsidiária da Samsung e manterá como presidente executivo, Dinesh Paliwal.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor