Sage lança fundação de filantropia social

Empresas

A Sage, uma empresa de software de gestão do Reino Unido, lançou a Fundação Sage, que pretende ser mais um contributo para o panorama mundial de filantropia empresarial.

Com este projeto, os 14 mil trabalhadores da empresa vão poder dedicar cinco dias de trabalho por ano a uma organização sem fins lucrativos à sua escolha. A Fundação, lançada esta segunda-feira, pretende também criar oportunidades empresariais para pessoas e jovens desfavorecidos de algumas comunidades.

Mas esta iniciativa filantrópica pretende ir mais além. Para isso, a Fundação Sage criou o modelo “2+2+2”, que consiste em doar 2 por cento do tempo de trabalho anual de cada colaborador (5 dias), 2 por cento do cash-flow livre do setor sem fins lucrativos e 2 produtos da tecnologia da empresa para uma instituição de ação social.

No âmbito de um novo programa de doações, as organizações sem fins lucrativos vão poder também candidatar-se à oferta de produtos da Sage, como o Sage One, Sage Life ou de produtos X3.

Ivan Epstein, presidente da Fundação Sage e CEO da Sage África e Ásia, disse que “a Fundação Sage irá prestar apoio às organizações sem fins lucrativos e comunidades em todo o mundo, através da partilha de recursos da Sage. Vamos ajudar essas organizações a criar impacto social, dando o nosso tempo, dinheiro, conhecimento e tecnologia. Associando-nos ao setor sem fins lucrativos, vamos libertar as organizações da complexidade operacional e possibilitar que sejam eficientes e socialmente orientadas”.

A baronesa Martha Lane-Fox, fundadora da instituição de caridade digital Go ON UK e lastminute.com, sublinha a importância desta iniciativa da Sage. “O Reino Unido tem uma história forte de empresas que ajudam a melhorar as condições sociais e económicas entre as comunidades desfavorecidas. Na qualidade de maior empresa de tecnologia do Reino Unido, é fantástico ver a Sage não só assumir este compromisso, mas ao fazê-lo de forma a definir um novo marco global para a filantropia corporativa”.

Brendan Flattery, o Presidente da Sage Europa, acrescentou ainda que muitas empresas tratam a responsabilidade social corporativa apenas como um requisito a preencher. Mas, que, na Europa, “muitos colaboradores da Sage já estão envolvidos em iniciativas de voluntariado e angariação de fundos”, sendo que esta nova fundação vem reforçar e alargar essas atividades.

Em Portugal, a Sage, que conta com cerca de 170 trabalhadores, tem colaborado com várias instituições de solidariedade, como as associações Acreditar e CERCI Lisboa.

A Fundação Sage estará em funcionamento a partir de 1 de outubro de 2015, para fortalecer o compromisso de responsabilidade social da empresa.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor