Sage anuncia resultados financeiros do ano fiscal de 2013

ERP-SuitesNegóciosSoftware

O Grupo Sage apresentou recentemente os resultados financeiros do ano fiscal de 2013, que encerrou no passado dia 30 de setembro. Registou-se um crescimento orgânico da receita de quatro por cento no ano e cinco por cento no segundo semestre, demonstrando uma aceleração no crescimento. A margem EBITA manteve-se em 27 por cento, com investimento

O Grupo Sage apresentou recentemente os resultados financeiros do ano fiscal de 2013, que encerrou no passado dia 30 de setembro.

Financial Results (5287551)jpgRegistou-se um crescimento orgânico da receita de quatro por cento no ano e cinco por cento no segundo semestre, demonstrando uma aceleração no crescimento. A margem EBITA manteve-se em 27 por cento, com investimento contínuo para o crescimento.

Houve também um forte cash flow operacional de 496,7 milhões de euros, representando 112 por cento do EBITA.

Registou-se uma proposta de dividendo final por ação de 8,85c, o que resulta num dividendo total de 13,47c por ação, representando um aumento de seis por cento. O total de cash devolvido aos acionistas no ano foi de 680,4 milhões de euros.

A nível de investimento em oportunidades de maior crescimento houve um aumento de 32 por cento, suportando a estratégia de cloud e serviços relacionados. Verificou-se também uma forte aceleração na adoção do Sage One, com mais de 21 mil subscritores no Reino Unido e Irlanda, um aumento de mais de três vezes em 12 meses.

As receitas do Sage ERP X3 tiveram um crescimento orgânico de 12 por cento e registaram-se 13800 clientes da solução de pagamentos integrados, quando em 2012 eram apenas 9700, refletindo o valor da integração de serviços relacionados com software.

A receita recorrente cresceu seis por cento e verificou-se também um acréscimo orgânico de clientes de 256 mil durante o ano, com taxas de renovação de contratos a aumentarem para 82 por cento.

“Tenho o prazer de anunciar um conjunto de resultados consolidados, com um bom crescimento em todas as regiões e as nossas iniciativas estratégicas a progredirem bastante bem. Estes resultados destacam o forte impacto da nossa oferta para as PME, a grande execução na entrega dos nossos planos e os benefícios de uma estratégia clara, que incide sobre as nossas oportunidades de crescimento mais significativas. A estratégia está a funcionar e continuamos a crescer. Estamos confiantes de que vamos atingir o nosso objetivo de seis por cento de crescimento orgânico da receita em 2015, e antecipar novos progressos durante o próximo ano”, afirma Guy Berruyer, Chief Executive do Grupo Sage.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor