Russo condenado nos EUA por esquema de hacking

Segurança
0 0 Sem Comentários

Filho de um membro do parlamento russo, Roman Seleznev pode enfrentar quatro anos de prisão por roubo e venda de números de cartões de crédito.

O filho de um legislador russo foi esta quinta-feira acusado nos Estados Unidos por ter levado a cabo um esquema de hacking. O esquema passava por entrar nas empresas norte-americanas para roubar e vender números de cartão de crédito.

Roman Seleznev, conhecido como “Track2”, foi considerado culpado de vários crimes, incluindo dano intencional a um computador protegido.

Segundo a Reuters, a condenação de Seleznev aconteceu depois de uma investigação de dez anos feita pelos serviços secretos norte-americanos. “Track2” foi preso em 2014 nas Maldivas. Na altura, a Rússia acusou os Estados Unidos de terem “raptado” Roman Seleznev.

Os procuradores afirmam que Seleznev venderam informações de cartões de crédito em vários sites dedicados. Os compradores utilizaram os cartões para compras fraudulentas, fazendo com que 3700 instituições financeiras perdessem mais de 169 milhões de dólares, cerca de 149 milhões de euros.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor