Rússia: democracia musculada também na internet

e-RegulaçãoLegalSegurança

A Rússia acaba de publicar legislação no sentido de exigir que todos os utilizadores de redes públicas sem fios se identifiquem ao utilizá-las e também que as operadoras declarem quem está a usar as suas redes. O decreto, assinado pelo primeiro-ministro Dmitry Medvedev, está já a gerar polémica, com a revolta dos utilizadores e as

A Rússia acaba de publicar legislação no sentido de exigir que todos os utilizadores de redes públicas sem fios se identifiquem ao utilizá-las e também que as operadoras declarem quem está a usar as suas redes. O decreto, assinado pelo primeiro-ministro Dmitry Medvedev, está já a gerar polémica, com a revolta dos utilizadores e as dúvidas das companhias de telecomunicações sobre a falta de transparência das regras.

meet-the-pr-firm-that-helped-vladimir-putin-troll-the-entire-country

A ideia é, supostamente, impedir atividades ilícitas. Segundo palavras do vice-presidente da comissão de tecnologia da informação do Parlamento, Vadim Dengin, “o acesso anónimo à Internet em áreas públicas permite que atividades ilegais sejam realizadas impunemente”. Mas os críticos do governo russo e de Vladimir Putin consideram que esta não é mais que uma tentativa de continuar a reprimir a oposição, depois de terem sido bloqueados os sites de dois dos rivais do presidente: Alexei Navalny e Garry Kasparov.

Um mês depois deste episódio, ocorrido em março passado, Putin voltou a criar celeuma quando declarou que a internet é um projeto da CIA e que iriam ser criadas leis para lutar contra o “extremismo” e o “terrorismo”. A teoria defende que a web serve para difundir propaganda anti-Rússia e alguns responsáveis comparam mesmo esta situação com o período da Guerra Fria.

Não parece haver brechas entre os homens do poder na Rússia, em relação a este assunto, tendo mesmo o ministro as Comunicações, Nikolai Nikiforov defendido no Twitter que esta é uma situação normal uma vez que “a identificação de usuários (via cartões de banco, números de celular e etc), com acesso a Wifi público é uma prática no mundo todo”…

Aguardam-se agora mais desenvolvimentos até porque há menos de um mês atrás, Putin ameaçou que bloquearia Google, Facebook e Twitter na Rússia, caso os dados pessoais dos utilizadores russos não fossem guardados e enviados para as bases de dados estatais.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor