Revelar a password ou partilhar a roupa interior?

Segurança

Sim, parece um bocado estranho, mas este foi um estudo europeu que a Kaspersky Lab realizou, juntamente com o Instituto Francês de Opinião Púbica, no qual analisou e comparou hábitos, comportamentos e atitudes dos utilizadores no que diz respeito às suas passwords na Internet e à sua… roupa interior.

Com o título “As passwords são como a roupa interior“, o estudo tem como objetivo consciencializar os utilizadores de que as regras básicas de “higiene pessoal” se podem aplicar à proteção da vida privada online. PS: A maioria preferiu revelar a password.

Segundo este estudo, os utilizadores da Internet têm menos cuidado a manter em privado as suas passwords do que a sua roupa interior – apesar de as passwords serem fundamentais para manter a sua vida online a salvo.

Ideias principais:

  • 44% dos utilizadores da Internet já divulgaram a sua password a outras pessoas. Uma média de 26% dos inquiridos admite ter partilhado as suas palavras-passe com colegas de trabalho ou companheiros de casa, manifestando disposição para voltar a fazê-lo.
  • Quando questionados sobre se prefeririam partilhar a sua roupa interior ou as suas passwords com algum conhecido, 71% afirmaram que preferiam facilitar as suas passwords.
  • Enquanto 87% confirmam que mudam de roupa interior todos os dias, quase 50% dos europeus só altera as suas passwords menos de duas vezes por ano – e em alguns casos nunca.
  • 22% dos europeus admitem que têm mais passwords que roupa interior.

Regra número 1: as passwords devem ser frequentemente mudadas

Quando questionados acerca da frequência com que mudam as suas passwords, os utilizadores da Internet na Europa revelaram diferencias significativas de um país para o outro: 46% dos espanhóis, 58% dos franceses e 45% dos dinamarqueses dizem que mudam as suas passwords menos de duas vezes por ano, em alguns casos nunca. Os alemães estão lá mais atrás, com apenas 36% dos utilizadores a mudar regularmente as suas passwords. Os números invertem-se quando se trata de roupa interior: 87% dos inquiridos afirmam que a mudam diariamente. Algumas nacionalidades são menos exigentes quanto à frequência com que mudam de roupa interior, em particular os dinamarqueses: 11% não o faz diariamente.

Os especialistas em segurança recomendam que os utilizadores alterem todas as passwords da conta se existir a mínima suspeita de que a sua privacidade possa estar comprometida.

Regra número 2: as passwords não se emprestam

O estudo da Kaspersky Lab revela que 44% dos espanhóis já partilharam a sua password com outra pessoa em determinado momento. No entanto, parece que são um pouco menos generosos quando se trata da sua roupa interior, só 36% dos participantes no estudo já emprestaram a alguém uma peça da sua roupa mais íntima. Os holandeses parecem ser os mais cuidadosos com as passwords, mas ainda assim 38% admitem ter partilhado a sua password com algum conhecido. No caso dos italianos, 46% já o fez, enquanto 47% dos dinamarqueses e 51% dos franceses já partilharam a palavra-passe.

Regra número 3: as passwords não devem ser reveladas (nem em privado)

Aparecer nu em público é um pesadelo bastante comum e o drama é similar ao de perder os dados pessoais devido a uma ameaça na Internet. Quando questionados sobre qual destas duas situações os assusta mais, a grande maioria dos participantes no estudo –73% – diz que o seu pior pesadelo era aparecer nu em público.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor