Reino Unido aperta regras para o uso de drones

Inovação
Foto: Jornal do Ar

Os proprietários de drones vão ter de registar os seus dispositivos e realizar testes de segurança.

Foram várias as questões levantadas por este estudo, como o impacto de drones de diferentes tamanhos nos para-brisas de aviões, helicópteros e rotores de cauda. Estas questões serão o centro nuclear para a produção do novo regulamento que permita uma garantia de segurança elevada. Neste regulamento o governo britânico já garantiu que terá em atenção todos os negócios que prestam serviços com base no uso de drones, com a perspetiva de assegurar toda a sua continuidade e desenvolvimento. No entanto promete mão pesada para todos os que façam um uso indevido destes equipamentos como para quem não cumprir as regras.

Entre outras regras os utilizadores de drones no Reino Unido, vão ter de se manter a voar abaixo dos 90 metros, não podem voar a menos de 9 quilómetros dos aeroportos, nem podem estar próximos (9 quilómetros) de incêndios florestais.

Estas medidas surgem depois do governo britânico ter o ano passado, observado num outra sondagem, que sugeria a necessidade de olhar com maior rigor para a forma como os utilizadores usavam os seus dispositivos.

Fica a pergunta as autoridades europeias. Para quando uma regulamentação idêntica?


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor