Regresso dos Google Glass está próximo de acontecer

InovaçãoProjetos

Enterprise Edition poderá ser a nova versão dos Google Glass, que, depois de ter suspendido as suas vendas em janeiro, estará, em breve, de volta ao mercado. O produto visa responder às exigências das diferentes áreas profissionais.

O propósito dos Google Glass é agora redirecionado para empresas ligadas à vertente médica e de defesa, bem como a aplicações empresariais específicas que apostem na utilização de aplicações e diferenciação de interfaces.

Comparativamente a outros modelos wearable já existentes, como o Android Wear, este equipamento será mais rápido e garantirá também uma maior autonomia, o que se deve a uma bateria externa, que evitará a necessidade de carregar recorrentemente a bateria.

Para além de apresentar um display maior, o chip da Texas Instruments será substituído por um processador Intel Atom. O sobreaquecimento do aparelho deixará de ser um problema, na medida em que terá um sistema de refrigeração que permite arrefecer os óculos.

No início deste ano, o projeto Glass passou a ser independente do departamento da Google X, sendo que continua a fazer parte da Google. Tony Fadell, CEO da Nest, outra empresa adquirida pela Google, passou a ser responsável por este projeto.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor