Reditus promove formação e certificação em proteção de dados

Cloude-RegulaçãoLegalSegurança
1 9 Sem Comentários

A Reditus Business School apresenta, a partir de janeiro, três novos programas de formação e certificação em proteção de dados. Esta iniciativa surge no âmbito da nova regulamentação europeia para proteção de dados.

A General Data Protection Regulation (GDPR), nova regulamentação europeia para a proteção de dados, entre em vigor a partir de 25 de maio de 2018. Esta regulamentação vai obrigar as organizações nacionais, públicas e privadas a implementarem ferramentas de controlo e procedimentos específicos para a gestão e proteção dos dados dos seus clientes. Se estas medidas não forem adoptadas estão previstas coimas que podem atingir os 20 milhões de euros ou 4% da faturação anual da empresa.

No seguimento dessa medida europeia, a Reditus Business School vai disponibilizar ações de formação em três áreas:

  • Certificação CIPP/E: aborda a legislação e regulamentação, nacional e europeia, terminologia, conceitos e boas prática respeitantes à proteção de dados pessoais e fluxos de dados entre países. Esta formação tem a duração de dois dias: a primeira inicia-se já a 16 e 17 de janeiro, havendo mensalmente novas formações até novembro.
  • Certificação CIPM: direcionada para os profissionais de Gestão Operacional. Esta formação tem a duração de dois dias: a primeira inicia-se já a 18 e 19 de janeiro, havendo mensalmente novas formações até novembro.
  • A Certificação CIPT: direcionada para os profissionais de IT, tratando-se de uma certificação orientada para a validação dos conhecimentos tecnológicos de privacidade. Esta formação tem a duração de dois dias: a primeira inicia-se já a 26 e 27 de janeiro, havendo mensalmente novas formações até novembro.

O novo regulamento reforça os direitos já conferidos e o controlo dos titulares sobre os respetivos dados pessoais. Com o Regulamento (EU) 2016/679 do Parlamento e do Conselho Europeu as empresas são obrigadas a implementar processos e procedimentos, bem como a nomear e a formar/certificar um colaborador como DPO (Data Protection Officer). O DPO é a pessoa responsável dentro da organização pela implementação de medidas técnicas e organizativas para a proteção da privacidade dos dados.

O estatuto de DPO pressupõe um conhecimento bastante profundo da nova legislação, bem como de competências específicas para liderar toda a implementação e gestão dos processos intrínsecos ao negócio e que envolvem a obtenção e gestão de dados pessoais, ao abrigo da nova legislação. As certificações CIPP/E e CIPM fornecem aos candidatos todos os skills necessários para a execução das funções de DPO, procurando apoiar as organizações no desenho e implementação de uma correta estratégia para GDPR.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor