Receitas de software da BlackBerry mais do que duplicam [atualizado]

GestãoResultados

O plano de recuperação da BlackBerry parece estar a dar frutos. A empresa canadiana revelou que, durante o primeiro trimestre, as vendas do seu segmento de software e de licenciamento aumentaram 150 por cento.

Embora as receitas do primeiro quartel fiscal deste ano tenham somado 658 milhões de dólares, um pouco abaixo das conseguidas no período anterior, as receitas geradas pelo negócio de software cresceram significativamente, quase duplicando face ao mesmo trimestre de 2014, chegando aos 137 milhões de dólares.

O crescimento das receitas vem, de certa forma, atenuar os receios dos analistas e investidores relativamente á capacidade da BlackBerry para fortalecer o seu segmento de software, numa altura em que pretende divergir da sua esfera nativa do hardware, rumo à dimensão dos programas e serviços.

Recentemente, a tecnológica canadiana e a Cisco Systems firmaram um acordo, a longo prazo, de licenciamento mútuo de patentes, que cobre as respectivas tecnologias e produtos. Os termos deste entendimento não foram divulgados, mas a Reuters afirma que a BlackBerry receberá uma taxa de licenciamento por parte da Cisco.

O acordo é parte dos planos do CEO da BlackBerry, John Chen para licenciar e capitalizar o vasto portfólio de patentes da empresa, que ao longo dos últimos tem vindo a ganhar volume.

Depois da comunicação do aumento das receitas, as ações da BlackBerry subiram cerca de 8 por cento. Contudo, durante as negociações que tomaram lugar na parte da tarde do dia de hoje, o valor das ações caiu 3,5 por cento. A queda derivou de receios relativamente à capacidade da empresa canadiana para manter um ritmo de crescimento positivo e rentável, levando a crer que os investidores poderão olhar para esta subida do valor das ações como um evento isolado e dificilmente repetível.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor