Receitas da Cisco descem por causa da espionagem

EmpresasGestão de RedesNegóciosRedes

A Cisco avisou que as suas receitas iriam recuar cerca de dez por cento neste trimestre e manter-se mais baixas até meio de 2014, como reação à espionagem do governo norte-americano, que contribuiu para que a procura caísse em mercados emergentes, como a China. As ações da Cisco caíram mais de dez por cento em

A Cisco avisou que as suas receitas iriam recuar cerca de dez por cento neste trimestre e manter-se mais baixas até meio de 2014, como reação à espionagem do governo norte-americano, que contribuiu para que a procura caísse em mercados emergentes, como a China.

CiscoAs ações da Cisco caíram mais de dez por cento em transações depois de ter falhado o objetivo de receitas para o primeiro trimestre fiscal, onde se viu uma grande quebra nas vendas para serviços de telecomunicações e cabo, assim como em mercados emergentes.

O CFO Frank Calderoni afirmou que a Cisco foi muito afetada pela reação política da China em relação à espionagem norte-americana, embora tenha notado que é difícil quantificar quanto das suas quebras de receitas se deve a política, em comparação com tendências macroeconómicas.

A Cisco revelou que as receitas nos seus cinco mercados emergentes caiu 21 por cento, com uma quebra de 30 por cento na Rússia, 25 por cento no Brasil e 18 por cento no México e na China.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor