Rackspace pode estar à venda em breve

Negócios

A Rackspace, depois de ter anunciado que havia contratado a firma de investimentos Morgan Stanley para averiguar novas fontes de rendimento e de crescimento, pode estar mesmo a considerar uma venda. Esta estratégia é uma resposta à guerra de preços entre as gigantes e suas grandes rivais Amazon, Google e Microsoft. Não obstante os lucros

A Rackspace, depois de ter anunciado que havia contratado a firma de investimentos Morgan Stanley para averiguar novas fontes de rendimento e de crescimento, pode estar mesmo a considerar uma venda. Esta estratégia é uma resposta à guerra de preços entre as gigantes e suas grandes rivais Amazon, Google e Microsoft.

Rackspace

Não obstante os lucros favoráveis de 25 milhões de dólares registados no passado trimestre, a Rackspace tem visto nos últimos tempos as suas receitas a caírem, aspeto nada positivo, tendo em conta que os seus maiores concorrentes são empresas de bolsos bem fundos que estão a cortar nos preços dos seus produtos a uma cadência que pode mesmo vir a arruinar o atual modelo de negócio da Rackspace.

Como tal, numa tentativa de ficar à tona da água, a Rackspace recorrera aos serviços da Morgan Stanley para examinar oportunidades existentes e que possam surgir, avançando que não tem em mente qualquer objetivo específico.

É evidente a migração que se tem observado nas empresas tecnológicas do hardware para o universo cloud, onde se reduzem os custos das infraestruturas e de gestão das redes.

Desta forma, depois do anúncio de uma eventual venda da empresa de armazenamento cloud, muitas foram as empresas que se focaram na Rackspace, que está, assim, sob o olhar predatório da Cisco, da IBM, da HP e Oracle, que querem agora marcar a sua posição no mercado dos serviços cloud.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor