Quidgest desenvolve novo Sistema de Normalização Contabilística

EmpresasNegóciosProjetos
0 0 Sem Comentários

A Quidgest está prestes a lançar uma nova solução de Gestão Financeira, criada, segundo a empresa, para responder às novas exigências do Sistema de Normalização Contabilística para a Administração Pública (SNC-AP). A solução estará pronta nas datas previstas para entrada em vigor deste novo sistema, obviando a qualquer disrupção na operação das entidades por ele impactadas.

De acordo com a Quidgest, esta nova solução irá permitir aos clientes da empresa, e não só, uma rápida transição para o novo sistema, fruto da flexibilidade, profundo conhecimento do setor e experiência das equipas da empresa no desenvolvimento de soluções específicas para a realidade da Administração Pública Portuguesa.

A empresa pretende avançar com a implementação do SNC-AP num conjunto de entidades-piloto em 2016. Até 1 de janeiro de 2017, data prevista para a sua entrada em vigor, é objetivo da empresa preparar e acompanhar a adoção da nova estrutura contabilística (Plano de Contas Multidimensional), bem como de todas as regras de contabilidade Orçamental, Patrimonial e de Gestão do SNC-AP (Normas de Contabilidade Pública).

O SNC-AP foi pensado pela Quidgest para conduzir à implementação de um novo quadro contabilístico que proporcione um conjunto homogéneo de informações sobre o funcionamento dos diversos serviços da Administração Pública, da sua estrutura de gastos e das correspondentes variações patrimoniais ou do regresso aos cidadãos do gasto com o seu funcionamento.

Adicionalmente, a Quidgest disponibiliza um programa – APTO – para apoiar as entidades suas clientes na substituição de plataformas tecnológicas obsoletas mas críticas para a sua operação. A transição processa-se recriando-as com todas as suas funcionalidades nas tecnologias, arquiteturas, linguagens de programação e metodologias de desenvolvimento aproveitando os dados armazenados e melhorando, segundo a empresa, as funcionalidades do sistema antigo, sem disrupção na utilização dos atuais sistemas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor