Queremos sair das redes sociais… mas temos medo de perder amigos

Appse-MarketingMobilidadeRedes SociaisSegurança
0 0 Sem Comentários

Os números não deixam qualquer margem para dúvida: 78% das pessoas já quis sair das redes sociais. A questão é que…. temos medo de perder amigos. E as memórias.

A ​investigação, conduzida pela Kaspersky Lab, mostra que a grande maioria das pessoas quer abandonar as redes sociais, principalmente porque as consideram uma perda de tempo
No entanto, o facto de as redes sociais serem uma espécie de “memória” fá-las manter as suas contas ativas.

Para isso, a empresa russa desenvolveu o projeto FFForget, que permite para guardar as suas memórias digitais devolve o controlo sobre os dados

Manter o contacto com os amigos pode ser um problema difícil de resolver sem as redes sociais, mas no que respeita à salvaguarda das suas memórias digitais, a Kaspersky Lab tem a solução. A aplicação FFForget vai permitir que se faça um backup de todas as memórias que tem nas redes sociais e que as possa guardar num repositório de memórias seguro e encriptado.

A aplicação dá, portanto, liberdade às pessoas para que abandonem qualquer rede social quando quiserem, sem terem de perder nada.
O último inquérito mostra que os utilizadores são autocríticos e estão conscientes do seu vício – cerca de 39% dos inquiridos afirmou acreditar que está a perder tempo nas redes sociais. Cerca de 78% acrescentou ainda que já ponderou abandonar as redes sociais.

E embora queiram abandonar estas plataformas, acabam por ser levadas a ficar. A grande maioria (62%) acredita que perderia o contacto com os amigos se saísse das redes socias. Perto de 21% dos inquiridos mostrava menos preocupação com a questão dos amigos e mais atenção quanto ao medo de não conseguir recuperar as suas memórias digitais – por exemplo, fotografias – uma vez fora das redes sociais.

O lançamento da FFForget está agendado para 2017. A empresa avança que os utilizadores que estiverem interessados podem registar-se em ffforget.kaspersky.com para darem o seu feedback construtivo para o desenvolvimento da mesma. Receberão também updates, insights e um acesso antecipado à versão beta que for tornada pública quando estiver disponível.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor