Quer ser mais eficiente?

CRMe-MarketingNegócios

Nos últimos anos, temos assistido a um ‘boom’ de ferramentas tecnológicas que pretendem melhorar a eficiência das empresas e a relação com os clientes. A tecnologia permite um contacto cada vez mais próximo com os consumidores e, também, um maior conhecimento do seu comportamento e atitudes, o que é uma mais-valia importante para as organizações,

Joaquim Cortes

Nos últimos anos, temos assistido a um ‘boom’ de ferramentas tecnológicas que pretendem melhorar a eficiência das empresas e a relação com os clientes. A tecnologia permite um contacto cada vez mais próximo com os consumidores e, também, um maior conhecimento do seu comportamento e atitudes, o que é uma mais-valia importante para as organizações, independentemente da sua dimensão.

foto_crm_sfa

As empresas contam, cada vez mais, com a tecnologia para as suas funções de negócio mais críticas e estão a investir, crescentemente, em aplicações de uso intensivo de dados, como o CRM, para executar as suas operações com maior eficiência. O CRM é uma aplicação essencial que tem vindo a ser utilizada, progressivamente, por colaboradores em mobilidade, numa variedade de dispositivos móveis.

Os clientes devem ser o centro de qualquer estratégia de negócio, pelo que considero que o CRM é mesmo uma estratégia de negócio. Quanto melhor uma empresa conhecer os seus clientes, maior a probabilidade de sucesso. O valor que um cliente tem para uma empresa assumiu, recentemente, uma nova dimensão. Hoje em dia, já é possível uma organização estar em contacto direto e permanente com os seus clientes, seja através dos seus sites, do e-mail, das newsletters ou das redes sociais.

É ainda possível às organizações usarem ferramentas que permitem acompanhar, ler e analisar os procedimentos e tendências do mercado. Basta pensar no volume de informação que têm disponíveis sobre os seus clientes, que são obtidos através de variadas fontes. Como utilizar todas estas informações em benefício próprio é o ponto que a maioria das empresas ainda não entendeu.

A análise da informação vai possibilitar às organizações conhecer de perto o comportamento dos seus clientes, podendo, assim, não só testar novos produtos, antecipar futuras necessidades, analisar pedidos recentes, perceber as tendências, testar novos serviços através do cruzamento de dados, ter uma ligação mais pessoal com cada cliente e direcionar o marketing para as necessidades específicas.

Uma das grandes tendências em software, a mobilidade, é que todas as informações da empresa estejam disponíveis para acesso em qualquer dispositivo móvel, em qualquer lugar.

O software como um serviço, SaaS, é outra orientação do mercado corporativo, que inova operando na ‘nuvem’ e modifica as formas tradicionais de licenciamento de produtos.

O CRM inclui-se nas ferramentas que permitem a automatização de processos, que diminuem erros, que trazem mais agilidade ao negócio e que eliminam as tarefas e operações que não agregam valor ao negócio.

Por exemplo, com o nosso CRM Sendys, a informação de gestão para tomada de decisão é produzida automaticamente pelos processos e, assim, é possível ter uma visão 360° do negócio, com indicadores de desempenho e acompanhamento das tendências.

A abertura das organizações em considerar o SaaS (Software-as-a-service ou aluguer) ou um modelo de implementação em cloud computing tem aumentado constantemente, enquanto a vontade de considerar o modelo tradicional nas próprias infraestruturas das empresas tem diminuído de igual forma.

O conceito de usar serviços e software na ‘nuvem’ ainda mexe com muitos empresários, que acreditam que o modelo certo é o que mantém os seus dados dentro de portas, nas suas instalações e computadores. Porém, esse preconceito e paradigma tem vindo a diminuir, em função do grande potencial de soluções que podem ser implementadas usando a capacidade computacional escalável dos servidores de cloud computing. Por isso, acreditamos que ter a solução de CRM (e outras) em ‘nuvem’ é uma excelente alavanca para o crescimento dos negócios.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor