Qualifica IT vai reconverter mais 75 licenciados desempregados

EmpregoGestão

A 2ª edição do programa Qualifica IT, resultante de uma parceria entre a InvestBraga, a Universidade do Minho e o IEFP, já arrancou e fornecerá formação no setor das TICE (Tecnologias da Informação, Comunicação e Eletrónica), durante cerca de 30 semanas, a 75 desempregados.

A iniciativa, que tem como objetivo formar e reconverter licenciados desempregados para facilitar a sua entrada no mercado de trabalho, foi lançada em julho de 2015 e insere-se na estratégia integrada da InvestBraga para a captação de investimento na região de Braga e para a promoção do emprego qualificado. 

“Os excelentes resultados da 1.ª edição do programa, que contou com 100 participantes, justificam a continuidade deste projeto, que, por um lado, combate o desemprego, e, por outro, garante que existe mão-de-obra altamente qualificada, por forma a responder às necessidades de contratação das empresas locais do setor e atrair ainda mais empresas da área das tecnologias para Braga”, explicou, em comunicado, Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga.

O executivo acrescentou que “é preciso talento para atrair investimento” e que aposta no setor das TI acontece porque tem elevada taxa de empregabilidade e porque, “muitas vezes, as empresas têm dificuldades em encontrar recursos humanos suficientemente especializados”.

Os formandos do Qualifica IT terão depois acesso a estágios em mais de 20 empresas presentes na região, como a Accenture, a Bosch Car Multimédia, o grupo dst, a WEDO Technologies e a Primavera BSS, entre outras, onde os formandos farão o estágio final de formação.

“Muitos dos formandos da edição anterior acabaram por ficar a trabalhar nas empresas onde realizaram o estágio. Contamos já com a participação de 20 empresas, mas estamos ainda a estabelecer protocolos com outras empresas que estejam igualmente interessadas em colaborar”, concluiu o presidente da InvestBraga.

Os 75 formandos vão receber 600 horas de formação (cerca de 30 semanas) na Universidade do Minho e ter 384 horas (cerca de 10 semanas) de formação prática em contexto de trabalho, nas instalações das empresas associadas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor