Qualcomm e Broadcom vão discutir aquisição

AcessóriosEmpresasEscritórioFinançasNegócios

A Qualcomm e a Broadcom planeiam-se encontrar esta quarta-feira, dia 14 de fevereiro, para falar sobre a mais recente proposta de aquisição no valor de 121 mil milhões de dólares.

A Qualcomm e a Broadcom planeiam-se encontrar esta quarta-feira, dia 14 de fevereiro, para falar sobre a mais recente proposta de aquisição no valor de 121 mil milhões de dólares. Esta será a primeira vez que as duas empresas discutem o negócio.

Esta reunião chega depois da Broadcom ter feito a sua “última e melhor” proposta, fixando-se no valor de 121 mil milhões. A Broadcom irá oferecer 82 dólares por ação, ao contrário dos 70 dólares anteriormente oferecidos.

Na última quinta-feira, a Qualcomm explicou que a oferta ainda desvalorizava a empresa e que ficava aquém dos compromissos firmes em questões regulatórios. Por outro lado, a empresa norte-americana ofereceu-se para se encontrar com a Broadcom para abordar o que chamou de “graves deficiências de valor e certeza na sua proposta”.

Como parte da oferta, a Broadcom lançou uma campanha junto aos acionistas da Qualcomm para mudar o conselho da empresa norte-americana.

Na última semana, a Broadcom tinha pedido para que as duas empresas se encontrassem durante o último fim-de-semana, mas acabou por conceder que a reunião se realizasse amanhã. Nenhuma das duas empresas comentou a notícia.

A Broadcom, sedeada em Singapura, é uma fabricante de processadores utilizadores numa grande variedade de produtos, desde servidores a smartphones. Por seu lado, a Qualcomm tem como principal negócio o licenciamento da sua tecnologia, ainda que seja uma das principais fabricantes de processadores do mundo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor