Pure Storage apresenta pedido de oferta pública inicial de ações

CloudData-StorageGestãoServidoresStorageVirtualização

A empresa de armazenamento de dados apresentou aos reguladores norte-americanos um pedido para a realização da sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) ordinárias, um ano após investimentos privados avaliarem a empresa em mais de 3 mil milhões de dólares.

A fabricante manufatura dispositivos de armazenamento baseados em memória flash, tipicamente mais rápidos que as tecnologias convencionais de armazenamento realizado por meio de discos rígidos.

A Pure Storage levantou mais de 470 milhões de dólares aplicados por investidores especializados em capital de risco, incluindo a Sutter Hill, a Greylock, o Redpoint, a Index Ventures, a T. Rowe Price, a Fidelity e também a Wellington Management.

A receita da Pure Storage mais que quadruplicou nos 12 meses encerrados em 31 de janeiro deste ano, para 174,4 milhões de dólares. O prejuízo líquido da empresa, no entanto, subiu para 183,2 milhões de dólares, ante 78,6 milhões dólares negativos, registados no ano fiscal encerrado em 31 de janeiro de 2014.

Se autorizado, a fornecedora de armazenamento planeia utilizar os recursos levantados com o IPO para cumprir estratégias internas de expansão, incluindo a ampliação do desenvolvimento de produtos, vendas e marketing envolvendo o portfólio da companhia.

* Henrique Candeias é jornalista da BIT no Brasil


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor