PT e Oi com acordo para fusão

EmpresasNegócios

A Portugal Telecom e a Oi estão mais perto de ser uma única empresa, tendo assinado acordos definitivos para a combinação de negócios. Os documentos assinados pelas duas empresas “regulam as etapas necessárias à implementação da operação que culminará na fusão”, segundo uma nota enviada a Comissão de Mercado de Valor Mobiliários (CMVM). A fusão

A Portugal Telecom e a Oi estão mais perto de ser uma única empresa, tendo assinado acordos definitivos para a combinação de negócios.

1l0mwjdozmqcvfr4odzwsigcuOs documentos assinados pelas duas empresas “regulam as etapas necessárias à implementação da operação que culminará na fusão”, segundo uma nota enviada a Comissão de Mercado de Valor Mobiliários (CMVM).

A fusão foi anunciada em Outubro do ano passado e vai juntar a PT e a Oi, assim como a Telemar Participações, grupo que controla a Oi, numa empresa única com sede no Brasil. As empresas prevêem que o processo de fusão esteja concluído na primeira metade do ano.

A PT, na mesma nota, dá conta da aprovação pelo Conselho de Administração da Oi do “pedido de registo ao regulador brasileiro do mercado de capitais da oferta pública de distribuição primária de ações ordinárias e preferenciais da Oi”.

A operação permite a realização do aumento de capital previsto para operacionalizar o negócio, onde serão incluídos os ativos da PT, avaliados em 1,7 mil milhões de euros. De fora ficam as participações da Contax e Bratel, assim como o passivo à data da contribuição.

No comunicado, a PT informa que um dos próximos passos no processo de fusão será a convocação de uma data para a Assembleia Geral de acionistas. Na reunião vai ser incluído a troca das ações da operadora portuguesa pelas ações na nova empresa e o pagamento de dividendos aos acionistas da PT antes da operação. O valor previsto é de dez cêntimos por ação.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor