Primavera apoia município de Mafra na adoção do novo SNC-AP

FinançasGestãoNegócios

A Câmara Municipal de Mafra é a primeira autarquia a implementar uma solução tecnológica para responder às novas regras do Sistema de Normalização Contabilística para a Administração Pública (SNC-AP), que entram em vigor em janeiro de 2018. 

A transição para o novo normativo é apoiada pela empresa portuguesa através do ERP Primavera Public Sector dotando, assim, a  autarquia de sistema global de gestão integrado, analítico e que ajuda o processo de digitalização do organismo público.

A Primavera refere que com a nova solução, Mafra poderá contar um fluxo documental mais simples, acompanhar em tempo real a execução orçamental e obter informação analítica de suporte a um exercício de gestão mais estratégico e preditivo. 

Para além de garantir a transparência e eficiência na gestão dos dinheiros públicos, o município irá, enquanto agente económico, ganhar agilidade e competitividade. Muito mais do que implementar o SNC-AP, o ERP PRIMAVERA vem responder à necessidade urgente de acesso a informação global, sólida, fidedigna e oportuna de apoio à gestão pública, para nos permitir prever e planear recursos. Com este software, vamos integrar as diversas ilhas de dados que temos atualmente dispersas, digitalizar processos, acelerar operações, modernizar o serviço prestado e otimizar o próprio processo de gestão”, afirmou, em comunicado, Hugo Moreira Luís, vereador responsável pela gestão financeira da Câmara Municipal de Mafra.

“O Estado tem de ser o primeiro a promover a mudança: cada um tem de fazer a diferença na sua área de influência, induzindo confiança e previsibilidade nos fluxos financeiros entre as entidades. E só com entidades organizadas e com informação oportuna e de elevada transparência, através do relato financeiro, é que a nossa economia poderá ser competitiva”, acrescenta o responsável.

O  ERP Primavera Public Sector será implementado para gestão das áreas de Compras, Vendas, Tesouraria, Contabilidade e Gestão de Entidades, sendo a peça-chave para a integração dos dados provenientes dos restantes sistemas e aplicações utilizados pela instituição.

A execução do projeto será da responsabilidade da Primavera Public Services, uma spin-off da Primavera focada exclusivamente no setor público.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor