Portugueses da Introsys lideram projeto europeu

Negócios

A tecnológica portuguesa Introsys é a coordenadora do denominado Projeto OpenMOS (Manufacturing Operating System), que se insere no plano Vision, parte do Horizonte 2020 da Comissão Europeia. O Vision tem disponíveis 8.7 milhões de euros para a realização deste projeto. A portuguesa Introsys foi a tecnológica escolhida, num total de 17 empresas, para representar e

A tecnológica portuguesa Introsys é a coordenadora do denominado Projeto OpenMOS (Manufacturing Operating System), que se insere no plano Vision, parte do Horizonte 2020 da Comissão Europeia. O Vision tem disponíveis 8.7 milhões de euros para a realização deste projeto.

Internet-01

A portuguesa Introsys foi a tecnológica escolhida, num total de 17 empresas, para representar e coordenar o projeto OpenMOS. Este programa, que tem a duração de 36 meses, enquadra-se no plano Vision, que é parte integrante do Horizonte 2020 levado a cabo pela Comissão Europeia. A participação da portuguesa neste consórcio terá como objetivo desenvolver os seus conteúdos científicos e simultaneamente tratar de toda a administração do mesmo. O projeto está avaliado em 8.7 milhões de euros, dos quais a Comissão Europeia disponibiliza 6.932 milhões.

O projeto tem como objetivo baixar o custo de implementação de tecnologia de manufatura, ou seja tornar as fábricas mais rentáveis, o que poderá ter um impacto direto na economia europeia, explicou a empresa em comunicado de imprensa. Além de liderar o projeto, a Introsys é a empresa que irá receber um maior financiamento.

Segundo o mesmo comunicado, esta razão prende-se com o facto da tecnológica ter já uma experiência de Engenharia de Manufatura, com marcas como a Audi ou a Volkswagen (Auto Europa), que lhe permite assumir a posição de coordenador de consórcio. Todo o financiamento será aplicado no desenvolvimento de controladores industriais bio-inspirados.

O OpenMOS é constituído por 17 empresas, onde se inserem a Introsys e a portuguesa UNINOVA – Instituto de Desenvolvimento de Novas Tecnologias, a par de tecnológicas do Reino Unido, Itália, Suécia, Dinamarca e República Checa. “A relação da Introsys e a UNINOVA é já de longa duração pois a primeira é o resultado de uma incubação dentro do espaço universitário da UNINOVA”.

Após a realização do projeto, será formalizada a especificação para uma nova família/tipo de controladores industriais. No entanto, ao longo dos 36 meses serão realizadas atividades de demonstração tecnológica e testados protótipos que serão validados como dotados de capacidade industrial.

O programa Vision2020, com 8.7 mil milhões de euros disponíveis, é uma plataforma de inovação para as empresas realizarem pesquisa e investigação tecnológica. Este programa insere-se dentro do plano de apoio a pequenas e médias empresas (PME) do fundo europeu Horizonte 2020 – Programa-Quadro Comunitário de Investigação & Inovação.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor