Portugueses confiam nos veículos híbridos e elétricos

InovaçãoTecnologia Verde

Estudo do Observador Cetelem diz que portugueses confiam neste tipo de monitorização visto que dão nota positiva acima da média dos 15 países analisados.

Os veículos com motor a diesel são os que merecem a nota mais alta por parte dos inquiridos potugueses (7.8/10), no entanto os portugueses estão acima da média de confiança nos veículos híbridos (7.4/10) e 100% elétricos (7.1/10).

Em França, onde se destaca a venda de veículos de 100% elétricos, a quota de mercado destes veículo está em 1%. Em Portugal, os números começam a ficar mais próximos, contam com um 0,7%. No caso dos híbridos, atingem já a quota de 1,3%.

O principal motivo que leva a que os motores a energias tradicionais como gasóleo e gasolina continuem em primeiro lugar de confiança, deve-se a questões de “autonomia e as limitações das infraestruturas de carregamento”, diz o comunicado da Cetelem.

«As preferências em relação aos tipos de motorização amigos do ambiente já se começam a manifestar no crescimento das quotas de mercado dos veículos total ou parcialmente elétricos e tudo indica que estão a influenciar o futuro do parque automóvel nacional. Surge aqui uma dupla vantagem: por um lado, a poupança no consumo, muito importante para os consumidores, por outro, os benefícios ambientais», explica Pedro Ferreira, diretor da área automóvel do Cetelem, em comunicado.

Os veículos a gasolina ficam em quinto lugar (6.3/10) atrás dos veículos biocombustível e flex-fuel (6.4/10) o que mostra que os portugueses têm pior opinião dos veículos a gasolina do que a média dos países analisados (6.6/10). Em último lugar com 6,2/10 ficam os veículos a gás (GLP/GNV).

Este estudo da Cetelem envolveu 8.500 proprietários de automóveis de quinze países.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor