Portuguesa Veniam recebe investimento série B de 22 milhões

EmpresasFinançasInovaçãoMobilidadeNegócios
0 6 Sem Comentários

A Veniam fechou uma ronda de financiamento série B em que levantou 22 milhões de dólares (19,4 milhões de euros). A empresa, liderada por João Barros, está sediada em Silicon Valley e pretende agora contratar mais trabalhadores.

A ronda de financiamento foi liderada pela Verizon Ventures e eleva para 27 milhões de dólares o total levantado pela empresa. Desta vez, contou também com a participação da True Ventures, Union Square Ventures e Cane Investments, que já tinham investido na Veniam anteriormente, e ainda trouxe novos investidores – Cisco Investments, Yamaha Motor Ventures e Orange Digital Ventures.

A Veniam é conhecida como a empresa que está a criar a “Internet das Coisas em movimento”, através de tecnologias que transformam veículos de transportes em pontos de acesso à internet. A maior implementação está no Porto, com 300 mil utilizadores individuais de Wi-Fi através da sua rede. Este financiamento irá permitir uma expansão da plataforma para a distribuição de serviços e implementação em frotas urbanas, portos, aeroportos, fábricas e outros sistemas de transporte no mundo.

Um dos objetivos da empresa é recrutar mais colaboradores para o Porto, Silicon Valley e Singapura.

“A convergência de sistemas de mobilidade urbana, tecnologias IoT, dados de geo-referenciação, e em breve de veículos autónomos está a causar uma disrupção total na forma como transportamos pessoas e bens”, sublinha o CEO João Barros. “A Veniam tem o orgulho de liderar esta convergência ao expandir a cobertura wireless e serviços de dados para pessoas, veículos e coisas em movimento, gerando novas aplicações, fontes de receitas e modelos de negócio para operadores de telecom e a indústria 4.0.”

Ed Ruth, gestor da Verizon Ventures (que liderou a ronda), diz que estas redes de veículos conectados são um conceito radicalmente novo. “O hardware da Veniam permite conectividade 4G e 5G ininterrupta e os seus serviços baseados na nuvem potenciam tanto as empresas privadas como entidades públicas, que podem agir com dados valiosos de segurança e eficiência operacional para melhorarem a vida dos cidadãos.”

João Barros escreveu ainda um post emotivo no site da empresa, dizendo que este é um momento “muito especial” para toda a equipa Veniam. O texto integral pode ser lido aqui.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor