Portugal é um dos países que mais utiliza a tecnologia na época festiva, diz Microsoft

e-MarketingRedes Sociais
2 0 Sem Comentários

A Microsoft realizou um estudo a nível europeu sobre a utilização da tecnologia durante a época natalícia, onde Portugal se destaca pela grande adesão às redes sociais para enviar mensagens de Natal, que ultrapassaram o envio dos tradicionais postais de Boas Festas.

Na base da pesquisa estão perguntas como ‘Poderá a tecnologia unir mais as pessoas durante o período de festas?’ e ‘De que forma os meios tecnológicos podem ajudar a contactar a família e amigos?’.

Ao contrário de alguns países nórdicos como a Áustria e a Suíça, Portugal é um dos países que mais utiliza a tecnologia durante a quadra de Natal. No estudo realizado pela Microsoft, mais de 97 por cento dos portugueses admitem recorrer às redes sociais para enviar mensagens festivas à família e amigos, sendo que 85 por cento confessam tirar as famosas selfies para o mesmo efeito. Na Europa cerca de 76 por cento da população diz recorrer às selfies com a família à mesa da consoada ou com os presentes que receberam na noite de Natal. Em Portugal, 55 por cento dos inquiridos adianta que tira fotografias dos seus presentes de Natal.

Mas não é apenas nas mensagens de Boas Festas que a tecnologia assume um papel importante. Também na pesquisa de vídeos e receitas para o jantar da consoada, as redes sociais e as plataformas online se tornam essenciais para 91 por cento dos portugueses.

De acordo com o estudo, além do online, os SMS por telemóvel são também a forma mais comum e rápida para desejar um bom Natal à família e amigos, com mais de 89 por cento dos portugueses a recorrer a esta plataforma de comunicação. Já as chamadas de vídeo, apesar da maioria considerar que são uma boa solução para pessoas fora do país ou em cidades diferentes, apenas 23 por cento dos europeus confessa recorrer a este método para comunicar.

Mais de um terço dos europeus admitiu que é aceitável verificar emails ou mensagens de trabalho no dia de Natal. No entanto, a maior parte continua a respeitar o propósito deste dia, utilizando a tecnologia apenas para desejar felicidades aos mais próximos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor