Portugal e Marrocos assinam acordo para área de energia

InovaçãoTecnologia Verde

Portugal e Marrocos vão criar sinergias na área da energia, através do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC). Vão ser assinados na próxima terça-feira dois protocolos que têm como objetivo transferir conhecimento quer em atividades de I&D nos domínios das energias renováveis quer na formação avançada.

O protocolo vai ser assinado dia 26 de julho, pelas 15h00, no edifício sede do INESC TEC, no Campus da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Os protocolos vão ser assinados com o Instituto de Investigação em Energia Solar e Energias Renováveis (IRESEN) e com a Escola Nacional de Ciências Aplicadas (ENSAK) da Universidade Ibn Tofaïl – Kénitra, em Rabat.

“A assinatura destes protocolos na área da energia faz ainda mais sentido depois do Ministério da Economia português ter assinado com o Ministério da Energia, Minas, Água e Ambiente de Marrocos um acordo para a realização de estudos de uma interligação elétrica entre os dois países que permita exportar e importar eletricidade através de um cabo submarino que vai ligar os dois países”, afirmou, em comunicado, José Manuel Mendonça, presidente do Conselho de Administração do INESC TEC.

Segundo as entidades, a parceria estabelecida entre o INESC TEC e o Instituto de Investigação em IRESEN, pertencente ao Ministério da Energia, Minas, Água e Ambiente de Marrocos, tem o propósito de integrar energias renováveis nos sistemas elétricos. “O know-how que o INESC TEC pretende partilhar com o IRESEN vai procurar dotar Marrocos de competências na integração nas redes de tecnologias de geração renovável, nomeadamente solar, aproveitando a experiência do green energy park operado por esta instituição marroquina”, lê-se no documento.

O protocolo entre o INESC TEC e a ENSAK tem como objetivo a formação avançada, dizem. As duas instituições já colaboram num projeto em Marrocos, o SECRETS (Sustainable Energy Clusters Realised Through Smart grids), na área das smart grids, onde o INESC TEC vai instalar o mais moderno laboratório de smart grids em África. A universidade marroquina pretende agora ampliar a colaboração reforçando a formação em trabalhos de investigação ao nível de doutoramento.

A assinatura dos protocolos vai ser feita por José Manuel Mendonça, presidente do CA do INESC TEC, Badr Ikken, presidente do Conselho Executivo (IRESEN) e Azeddine El Midaoui, Reitor da Universidade Ibn Tofaïl – Kénitra.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor