Portugal 2020 abre novas candidaturas

Inovação

A segunda fase de candidaturas aos 16 programas operacionais do Portugal 2020 já abriu.

O Portugal 2020 é um acordo de parceria adotado entre Portugal e a Comissão Europeia, que reúne a atuação dos cinco Fundos Europeus Estruturais e de Investimento – FEDER, Fundo de Coesão, FSE, FEADER E FEAMP –, no qual se definem os princípios de programação que consagram a política de desenvolvimento económico, social e territorial para Portugal, entre 2014 e 2020.

As prioridades de intervenção do programa distribuem-se por quatro objetivos temáticos: Competitividade e Internacionalização, Inclusão Social e Emprego, Capital Humano e Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos. Estes objetivos estão alinhados com o Crescimento Inteligente, Sustentável e Inclusivo, seguindo a Estratégia Europa 2020.

As entidades que desenvolverem projetos que contribuam para o cumprimento das metas do Portugal 2020 podem candidatar-se a um financiamento no Balcão 2020.

Em comunicado, a LCG chama à atenção para o facto de “o tempo para a elaboração e submissão da candidatura ser um fator decisivo para o sucesso da mesma”.

Até ao início deste mês, registaram-se 274 candidaturas, que têm um investimento elegível de 240 milhões de euros, e que envolvem mais de 270 empresas, afirmou à Lusa o administrador da Agência Nacional de Inovação Miguel Botelho Barbosa.

No âmbito deste programa, Portugal vai receber 25 mil milhões de euros até 2020, sendo que a maior fatia dos apoios destina-se ao Programa Operacional de Competitividade e Internacionalização.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor