Porque não fazer um pagamento com o relógio?

InovaçãoMobilidadeNegóciosWearable

A ideia é simples: um relógio, um terminal para pagamentos Contacless e com tecnologia NFC (near-field communication) e já está. Nada na manga, tudo no pulso. A Visa e a Swatch apresentam já em 2016 o “Swatch Bellamy” que vai permitir tudo isto. Para já, Portugal não está contemplado no lote dos países a receber o produto.

A Visa uniu-se à Swatch para assinar um acordo que proporciona a portadores elegíveis de cartões Visa nos EUA, Suíça e Brasil a possibilidade de efetuar pagamentos com o Swatch Bellamy, o novo relógio “pay by the wrist” da Swatch.

Com previsão de lançamento para o início de 2016, o relógio poderá ser utilizado em todo o mundo, onde quer que exista um terminal para pagamentos Visa Contacless e com tecnologia NFC (near-field communication), explica a empresa em comunicado.

“O Swatch Bellamy irá iniciar uma nova era do connected commerce, enquanto a aceitação de pagamentos móveis continua a aumentar por todo o mundo”.

A tecnologia NFC, Contactless, utiliza ondas de rádio de alta frequência para permitir que os dispositivos eletrónicos comuniquem através de distâncias curtas, geralmente inferiores a 10 cm. Os novos relógios têm um chip NFC incorporado, escondido debaixo do mostrador. Tal como um cartão bancário pré-pago, o acessório vai permitir permite aos clientes pagar as suas compras usando os terminais POS sem contacto dos comerciantes.

As transações “pay by the wrist” não consomem energia nenhuma do relógio, o que significa que a duração da sua pilha será semelhante à dos outros relógios da Swatch.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor