PMEs superam grandes empresas em políticas de trabalho remoto

EmpresasMobilidadeNegócios
0 0 Sem Comentários

O Way We Work Study, encomendado pela Unify, empresa de software e serviços de comunicação, inquiriu 5 mil trabalhadores nos EUA, Reino Unido e Alemanha. O estudo identificou que cerca de dois terços (60%) dos trabalhadores de pequenas e médias empresas (PMEs) já trabalham usando ferramentas remotas que estão alojadas na nuvem.

Este número é maior do que o atingido nas empresas com 500 ou mais funcionários (53%), o que mostra a natureza ágil e voltada para o futuro das PMEs. O estudo incidiu sobre colaboradores que têm funções de tomada de decisão nas empresas.

Os entrevistados querem grandes mudanças nos seus postos de trabalho nos próximos cinco anos. Mais de um terço (38%) acredita que suas funções não existirão após esse período, e quase dois terços (64%) pensam que as mesmas serão diferentes. Neste ambiente de ritmo acelerado, a confiança é essencial e 76% dos trabalhadores das PMEs sente que está a ser ouvido pela sua organização. Nas grandes empresas, este valor baixa um pouco para 71% mas ambos os casos sugerem que as empresas estão bem posicionadas para se adaptarem ao futuro.

A tecnologia está a produzir um enorme impacto sobre as PMEs. O e-mail ainda é visto como uma ferramenta essencial, com quase três quartos (70%) das pequenas e médias empresas a classificá-lo dessa forma. No entanto, companhias mais pequenas dependem menos dessa ferramenta do que as organizações maiores –  80% das grandes empresas afirma que o e-mail é fundamental.

Por outro lado, perto de dois terços (61%) dos colaboradores inquiridos nas PMEs usam dispositivos particulares no trabalho, em comparação com 47% nas grandes organizações. Isso sugere que as pessoas querem trabalhar com equipamentos com que se sintam confortáveis estando fora do escritório e as pequenas e médias empresas precisam de escolher ferramentas e aplicações de acordo com esta realidade.

“Não há nenhuma distância tecnológica considerável entre PMEs e grandes organizações. Em muitos casos, as PMEs são mais avançadas, inovadoras e ágeis pois são forçadas a fazer mais com menos. O nosso estudo não mostra apenas os enormes impactos tecnológicos que estão a acontecer nesse setor, mas também o fato de as pequenas e médias empresas adotarem e integrarem a tecnologia em cada aspecto do trabalho”, diz John DeLozier, Gerente-geral de Canais da Unify para as Américas.

O executivo acrescentou ainda que o estudo Way We Work confirmou que as empresas em crescimento são mais abertas à utilização de novas tecnologias e revelou que os trabalhadores estão, cada vez mais, a definir como, quando e onde trabalham, e as PMEs estão a perceber isso. “Para se manterem competitivas, as empresas devem colocar os seus profissionais na vanguarda, e a tecnologia é fundamental para que essas iniciativas tenham sucesso.”

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor