Plataforma HomeAway fatura mais 28,9% em 2014

GestãoNegóciosResultados

A HomeAway faturou em 2014 446.8 milhões de dólares (326 milhões de euros), mais 28,9% do que em 2013, e o seu EBITDA ficou situado nos 119.3 milhões de dólares (112 milhões de euros), mais 23,4% relativamente ao exercício anterior, avançou a empresa em comunicado. A plataforma HomeAway agrupa mais de um milhão de anúncios em

A HomeAway faturou em 2014 446.8 milhões de dólares (326 milhões de euros), mais 28,9% do que em 2013, e o seu EBITDA ficou situado nos 119.3 milhões de dólares (112 milhões de euros), mais 23,4% relativamente ao exercício anterior, avançou a empresa em comunicado.

image001

A plataforma HomeAway agrupa mais de um milhão de anúncios em 190 países. Os dados registados nos seus 51 sites também aumentaram durante 2014 em comparação com o ano anterior.

A empresa registou mais de 84 milhões de pedidos de reserva realizados através das diferentes plataformas e 480 milhões visitantes.

De acordo com Juan Carlos Fernández, diretor-geral da HomeAway no Sul da Europa “A nossa empresa está a desempenhar um papel de destaque como líder no aluguer para férias, um setor que regista um grande crescimento a nível mundial, conforme indicam os dados expostos. Mais do que uma moda, trata-se de uma forma de viajar que seduz cada vez mais familias e grupos de amigos em busca de uma experiência diferente para se reunir e passar momentos inesquecíveis em conjunto.”

Segundo a empresa, Portugal é, de resto, um mercado dinâmico onde esta tendência também é uma realidade. Em 2014, no Portal HomeAway.pt, a procura registou por parte dos turistas portugueses um crescimento de 26% em relação ao periodo homólogo.

Previsão de crescimento para 2015

A direção da HomeAway espera que esta tendência continue a registar-se durante os próximos meses. Até ao final de 2015 a empresa pretende aumentar a sua faturação entre 14% e 16%, situando os seus resultados entre 510 e 520 milhões de dólares e obter um EBITDA em crecimento de 24-25%, ou seja entre os 122 e 130 milhões de dólares.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor