Phones 4u prepara-se para fechar as portas

Negócios

A britânica Phones 4u afirmou que vão ser fechadas 362 lojas e eliminados cerca de 1,7 mil postos de trabalho, numa altura em que a empresa vende os seus ativos para colmatar dívidas e pagar salários. Na semana passada, a PricewaterhouseCoopers, grupo especializado no desenvolvimento de serviços de networking, tomou o leme da empresa moribunda,

A britânica Phones 4u afirmou que vão ser fechadas 362 lojas e eliminados cerca de 1,7 mil postos de trabalho, numa altura em que a empresa vende os seus ativos para colmatar dívidas e pagar salários.

phones 4u

Na semana passada, a PricewaterhouseCoopers, grupo especializado no desenvolvimento de serviços de networking, tomou o leme da empresa moribunda, e avançou ontem que a venda de mais 198 lojas e 160 concessões a antigos parceiros da Phones 4u – a EE, a Vodafone e a Dixons Carphone – recebera aprovação judicial.

A venda de lojas e de inventário e a demissão de pessoal alinha-se com a recusa da renovação dos contratos por parte da Vodafone e da EE, privando a retalhista de 90 por cento dos planos de telecomunicações que oferece.

A PricewaterhouseCoopers disse que manterá, a curto-prazo, um conjunto de 780 funcionários que ajudarão a por termo às operações da empresa.

A ex-parceira EE acordou, ontem, em comprar 58 lojas da Phones 4u e adquirir 359 empregados. Uma fonte próxima do assunto avançou que a EE poderá ainda estar a considerar deitar a mão ao segmento Phones 4u Life, através do qual são revendidos os seus produtos e soluções.

Por seu lado, a Dixons Carphone, que já açambarcou 800 funcionários da Phones 4u, está ainda envolvida em negociações com a empresa para comprar algumas das suas lojas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor