Pentágono revê segurança por causa de aplicações de fitness

AppsInovaçãoMobilidadeSegurançaWearable

O Secretário da Defesa Norte-americana ordenou a revisão dos protocolos de segurança depois de dispositivos de fitness terem mostrado os padrões de movimentos em várias instalações militares em todo o mundo, incluindo zonas de guerra.

Jim Mattis, Secretário da Defesa Norte-americana, ordenou a revisão dos protocolos de segurança depois de dispositivos de fitness terem mostrado os padrões de movimentos em várias instalações militares em todo o mundo, incluindo zonas de guerra.

Nathan Russer, um estudante australiano, chamou a atenção para os dados quando, através do Twitter, falou de uma imagem que encontrou no Global Heatmap da Strava, uma empresa de GPS. Aí, explicou que na Síria era possível ver uma série de pontos brilhantes.

A descoberta levou a que outros utilizadores vasculhassem o mapa, procurando por locais onde norte-americanos ou outros cidadãos do ocidente, que por norma utilização dispositivos de fitness, pudessem estar.

Ainda que a maioria das bases citadas pelo estudante australiano e por outros sejam bem conhecidos por terem bases norte-americanas, há, naturalmente, riscos. Um desses riscos é não só revelar as localizações estrangeiras dos norte-americanos, como também as rotas que utilizam.

Jim Lewis, um especialista em cibersegurança, explicou que os dispositivos de fitness são apenas uma maneira de como toda a tecnologia móvel wireless pode prejudicar a segurança operacional e dar uma vantagem aos inimigos.

Lewis explicou que há maneiras de combinar os dados dos dispositivos com perfis de redes sociais e que os russos “são muito bons nistos”.

O departamento da defesa dos EUA encoraja todos os militares a limitar a sua presença pública na internet. Esta regra é ainda mais restrita para os militares a operar em locais sensíveis.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor