MWC | Ericsson estabelece parcerias únicas na indústria do streaming e das telecomunicações

Data-StorageInovaçãoSoftware

Na Mobile World Congress, a Ericsson, Telstra e The Fox Innovation Lab vão apresentar a primeira solução de disponibilização de conteúdo para consumidores da sétima arte. O projeto aposta na qualidade premium sem qualquer impacto no desempenho do dispositivo ou nos planos de dados. Além desta parceria, a empresa sueca anunciou uma colaboração com a Panasonic, para desenvolver baterias de iões de lítio, e um projeto 5G com BT.

A Ericsson, a Telstra e a The Fox Innovation Lab da 21st Century Fox vão dar a conhecer uma solução inovadora, no que diz respeito à disponibilização de conteúdos multimédia. O projeto, a ser revelado durante o Mobile World Congress 2017, vai oferecer conteúdo premium diretamente nos dispositivos dos consumidores sem qualquer impacto no desempenho ou nos planos de dados dos mesmos.

De acordo com o comunicado de imprensa, os subscritores do serviço vão receber notificações quando os filmes que se adequam às suas preferências ficam disponíveis. Os filmes ficam pré-carregados nos dispositivos dos consumidores e acessíveis para compra ou aluguer em formato full HD 1080p com áudio de alta qualidade e sem qualquer interrupção, de forma online ou offline, independentemente da ligação de rede.

O projeto piloto já teve início e deverá durar até ao final do mês de março. Nesse período, um número de clientes das empresas vai ter acesso a um dispositivo móvel com uma app de testes, conferindo acesso instantâneo a novos filmes distribuídos pela Twentieth Century Fox.

Até à data, ainda não há confirmação que o serviço fique também disponível para o mercado europeu.

No campo das telecomunicações, a Ericsson estabeleceu uma parceira histórica com a Panasonic, para desenvolver baterias de iões de lítio destinadas a operadoras móveis.

O resultado desta união vai originar uma forma para medir, monitorizar e manter a infraestrutura energética dos operadores móveis e “tower companies” usando analítica de big data, software de gestão energética e armazenamento de energia de baterias de iões de lítio.

As empresas referem que para operadores móveis, empresas e governos, as baterias vão garantir uma redução no custo total de propriedade em equipamento energético de até 20 por cento, acima de tudo garantido pelo aumento no tempo de vida das baterias e pela redução do número de visitas de manutenção – o que resulta num nível superior de disponibilidade da rede.

A Ericsson e a Panasonic vão colaborar para personalizar e desenvolver a solução para que possa responder melhor às necessidades dos consumidores nos setores das empresas de utilities, transportes e segurança pública, e apoiar a migração para cidades mais inteligentes e sustentáveis.

Relativamente ao desenvolvimento de projetos 5G, a Ericcson assinou também um acordo com a BT (British Telecomunications) juntamente com o seu parceiro de investigação, a universidade King’s College London, sobre os testes e o desenvolvimento do 5G. A King’s College contribui com casos de utilização de baixa latência e com o conhecimento especializado em tecnologias de comunicação, robótica e controlo tátil.

A colaboração vai focar-se na criação de casos de utilização 5G nos mercados comercial e de consumo, com particular atenção em serviços de missão crítica, tais como aplicações médicas. Vai envolver a pesquisa nos aspetos técnicos e económicos de tecnologias chave de suporte ao 5G.

Anders Lindblad, Senior Vice President and Head of Business Unit IT & Cloud Products, sublinha que “o 5G é a fundação para a expansão do potencial de todas as indústrias. A cooperação com a BT para testar serviços utilizando tecnologia 5G demonstra o compromisso da Ericsson e a atenção que dedica a potenciar a procura do mercado e a adoção. Ao estabelecer redes de múltiplas configurações no contexto do 5G será como redes virtuais on-demand, e será essencial para os serviços de missão crítica que estão a ser testados”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor