PaperLab permite reciclar e produzir papel no seu escritório

EscritórioImpressorasInovaçãoTecnologia Verde

A nova tecnologia da Epson vem revolucionar o processo de reciclagem de papel. Com o sistema PaperLab é possível tornar o papel usado em papel de escritório imprimível através de um processo a seco.

O PaperLab destaca-se por ser o primeiro sistema compacto de produção de papel de escritório do mundo, capaz de produzir papel novo a partir de papel usado, triturando de forma segura e sem necessitar de utilização de água. 

Minoru Usui, presidente mundial da Epson, afirma, em comunicado, que “com o lançamento do PaperLab, a Epson reforça o compromisso com o desenvolvimento de tecnologias inovadoras e que respeitam o ambiente, criadas para transformar os hábitos e boas práticas no local de trabalho.” O executivo acrescenta que este sistema “permite reciclar papel usado no escritório, mediante um processo a seco, com o qual se cria um ‘ecossistema’ que reduz as emissões de CO2, aumenta a poupança na logística de recolha de resíduos, garante a eliminação segura de documentos confidenciais, e poupa água, já que evita utilizar os grandes volumes necessários nos processos de reciclagem tradicionais.”

Através deste sistema da Epson, as empresas podem produzir papel de diversos tamanhos, espessuras e finalidades. As opções vão desde papel de escritório a cartões-de-visita e há ainda a possibilidade de fazer papel colorido ou aromatizado. 

A Epson já realizou vários avanços na redução do impacto ambiental dos seus produtos e processos de fabrico. No âmbito do seu compromisso de sustentabilidade, já conseguiu uma redução de 43% em CO2, uma descida de 33% na produção de resíduos e uma redução de 55% no consumo de água durante o ano fiscal de 2015.

O sistema PaperLab da Epson vai ser apresentado na próxima edição da CeBit que vai decorrer de 20 a 24 de março de 2017, em Hannover, na Alemanha. Este sistema ficará disponível no Japão  durante o próximo ano. O plano de lançamento para os restantes países vai concretizar-se nos próximos meses.  


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor